Publicado 12 de Outubro de 2014 - 8h53

 Entre os modelos avaliados estão o A320neo (foto), da Airbus, e o 737-MAX 8, da Boeing

Divulgação

Entre os modelos avaliados estão o A320neo (foto), da Airbus, e o 737-MAX 8, da Boeing

A companhia aérea Azul está negociando com a europeia Airbus e com a americana Boeing a compra de cerca de 35 aviões para voos no Brasil, afirmou o fundador da empresa, David Neeleman. Entre os modelos avaliados estão o A320neo, da Airbus, e o 737-MAX 8, da Boeing - ambos com preços de tabela de cerca de US$ 105 milhões cada. Se confirmada, a compra representará um investimento de cerca de US$ 3,5 bilhões. A empresa começou a voar em 2008 com jatos da brasileira Embraer de 120 lugares - um modelo diferente da Gol e da TAM, que utilizam aviões maiores e se concentram em rotas de alta demanda. Em 2010, a Azul surpreendeu o mercado ao comprar aviões menores do que os jatos da Embraer e incorporar os turboélices da francesa ATR, que têm cerca de 70 assentos e são usados em voos regionais, à sua frota. Neste ano, a empresa comprou aviões A330, da Airbus para voos internacionais. As aeronaves que a Azul está negociando agora são maiores do que os jatos da Embraer e podem ser configurados para até 190 lugares. Segundo Neeleman, a intenção da Azul é usar os aviões em voos com duração acima de três horas no Brasil. (Agência Estado)