Publicado 07 de Outubro de 2014 - 10h44

Por France Press

Hospital, Espanha, Pacientes, Internados, Suspeita, Ebola, Saúde

France Press

Hospital, Espanha, Pacientes, Internados, Suspeita, Ebola, Saúde

Mais três pessoas foram internadas na segunda-feira no hospital de Madri que trata os infectados pelo Ebola, mas apenas o marido da auxiliar de enfermagem contaminada apresenta alto risco, anunciaram as autoridades. Os "casos suspeitos" incluem o marido da auxiliar que contraiu o vírus depois de tratar dois missionários infectados repatriados da África, uma enfermeira e um profissional que acaba de retornar do exterior, informou o diretor de medicina interna do hospital La Paz-Carlos III, Francisco Arnalich.

Ele destacou que nenhum resultado positivo foi registrado.

O marido da auxiliar de enfermagem, que apresenta "alto risco" de estar infectado por seu contato próximo, segundo o diretor do hospital, Rafael Pérez Santamaría, foi internado na segunda-feira à noite.

A enfermeira do hospital La Paz, que não apresentava febre mas teve diarreia no fim de semana, trabalha no centro universitário do hospital e "não atendia os pacientes", segundo o porta-voz do sindicato CSI-F, Antonio Caballero.

A terceira pessoa em observação é um engenheiro espanhol que trabalhava na Nigéria, disse Caballero. O primeiro exame de Ebola deu resultado negativo e após 72 horas deve fazer outro exame para confirmar que não está infectado.

A infecção por Ebola de uma auxiliar de enfermagem do hospital La Paz-Carlos III de Madri, divulgada na segunda-feira, o primeiro caso de contaminação fora da África, provocou temores de propagação do vírus.

A Comissão Europeia pediu explicações ao governo da Espanha, j´que os funcionários de Saúde do país em tese respeitaram todos os protocolos internacionais para doenças altamente contagiosas.

Escrito por:

France Press