Publicado 01 de Outubro de 2014 - 18h21

Por France Press

Autoridades sanitárias do Texas investigavam, nesta quarta-feira (1º), um potencial segundo caso de Ebola em uma pessoa que esteve em contato próximo com um homem diagnosticado com o vírus.

O primeiro caso diagnosticado nos Estados Unidos foi anunciado na terça-feira. O homem tinha viajado para a Libéria para visitar a família na região de Dallas, informaram os Centros de Prevenção e Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos.

"Deixe-me ser bem franco com os moradores do condado de Dallas, o fato é que temos um caso confirmado e que pode haver outro caso que está associado com este paciente em particular", afirmou Zachary Thompson, diretor dos Serviços Humanos e de Saúde do Condado de Dallas, em entrevista com o meio local WFAA.

"Portanto, é real. Deve haver uma preocupação, mas até agora está restrita especificamente aos membros da família e amigos próximos", continuou.

Três funcionários de uma ambulância que transportou o homem ao hospital foram testados para Ebola, mas seu sangue não demonstrou evidências do vírus, segundo a conta da cidade no Twitter.

Os CDC anunciaram que estão monitorando um "punhado" de pessoas que estiveram em contato estreito com o homem durante os vários dias em que apresentou sintomas de Ebola, mas ainda não tinha sido hospitalizado.

O paciente se encontra em sério estado de saúde, informou o Hospital Presbiteriano do Texas, em Dallas.

A atual epidemia de Ebola no oeste da África matou mais de 3.000 pessoas desde o começo do ano.

 

Veja também

Escrito por:

France Press