Publicado 13 de Outubro de 2014 - 18h06

Por Agência Estado

A conduta de Valdivia pode ser classificada ou como agressão ou jogada violenta

Cesar Greco/Ag. Palmeiras

A conduta de Valdivia pode ser classificada ou como agressão ou jogada violenta

Empolgado com a boa fase e as três vitórias consecutivas do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, o meia Valdivia comemora conseguir ter uma sequência de jogos e ver a evolução do time. Para o chileno, os grandes responsáveis pela mudança de postura e de resultados da equipe alviverde são o técnico Dorival Júnior e o apoio da torcida alviverde.

"Os jogadores estão de parabéns porque estão conseguindo reverter uma situação muito complicada. O trabalho do Dorival também merece elogios porque ele chegou sob muita pressão e está sabendo montar o time e tirar o melhor de cada jogador. Além disso, a torcida é a nossa principal força e está nos dando muito apoio. Sábado (na vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio), o estádio estava lotado e, mesmo quando tomamos o gol, eles não pararam de cantar e de apoiar", ressaltou o meia.

O jogador garante estar bem fisicamente e espera que a equipe mantenha o foco na competição nacional. "Eu sempre procuro ajudar os meus companheiros, seja com um gol, uma assistência ou me doando na marcação. Estou me sentindo muito bem fisicamente e, quando estou em campo, tento dar o meu máximo. Mas o que importa mesmo é que conseguimos três vitórias seguidas, com uma virada muito difícil contra o Grêmio, e estamos saindo de uma situação complicada. Agora precisamos manter o foco porque ainda temos de melhorar bastante", explicou.

Nos números, pelo menos, é inquestionável o quanto Valdivia tem feito a diferença para o Palmeiras. Desde seu retorno de lesão, o meia já disputou seis partidas, nas quais acumulou um empate (com o Flamengo), quatro triunfos (sobre Vitória, Chapecoense, Botafogo e Grêmio) e uma derrota (para o Figueirense), o que resulta em um aproveitamento de 72%.

Escrito por:

Agência Estado