Publicado 10 de Outubro de 2014 - 18h41

onça, galinhas, captura, Itatiba, ONG Mata Ciliar de Jundiaí

Divulgação/Guarda Ambiental Itatiba

onça, galinhas, captura, Itatiba, ONG Mata Ciliar de Jundiaí

Tristes e cansados de verem a morte de quase 50 galinhas nos últimos três dias, os donos do sítio Nossa Senhora Aparecida, na região da Fazenda Primavera, em Itatiba, colocaram uma armadilha e capturaram na madrugada desta sexta-feira (10) uma onça-parda.

 

Segundo a Guarda Municipal Ambiental, quando os sitiantes fizeram a armadilha nem imaginavam de que se tratava de uma onça. "Eles estavam desconfiados de que havia algum animal comendo as galinhas. Pensaram que fosse cachorro do mato ou raposa, pois sempre encontravam algumas penas e carcaças pela manhã", contou o guarda Márcio Almeida. Por volta das 4h30 desta sexta, os donos escutaram a armadilha desarmar, correram a viram o felino capturado. "Os donos relataram que havia uma segunda onça que conseguiu fugir", disse Almeida.

 

Após a captura, a guarda foi acionada, retirou o animal da armadilha, colocou em uma jaula e o transferiu para a ONG Mata Ciliar de Jundiaí, onde deve permanecer por cerca de 10 dias para tratamento de ferimentos no olho esquerdo e retirada de espinhos da boca. E quando receber alta, a onça será devolvida a natureza.

 

 

 

Os guardas ainda orientaram os proprietários a manterem a armadilha, caso a segunda onça volte à propriedade para atacar as galinhas. "Não é possível afirmar que o felino vai voltar, porém os proprietários já estão preparados para não terem mais imprevistos", informou Almeida.

 

Sobre a razão do surgimento, a Guarda Ambiental acredita estar associada com as constantes queimadas. "Com a destruição do habitat, os animais tem ficado sem alimento e, por isso, tem se aproximado da cidade."