Publicado 09 de Setembro de 2014 - 11h21

Por Delminda Aparecida Medeiros

Geral do Riso resgata o circo-teatro

Delma Medeiros

DA AGÊNCIA ANHANGUERA

[email protected]

Um encontro circense envolvendo nove companhias, de Campinas e outras regiões do Brasil, 28 artistas e pelo menos 12 horas de palhaçada, para divertir e emocionar o público é o que promete o Geral do Riso Em sua segunda edição o evento, que ocorre de 14 a 21 de setembro, tem a proposta de resgatar o que há de melhor no universo do circo, com foco na figura do palhaço. “Este ano vamos abordar a temática do circo-teatro, trazendo dois expoentes dessa arte, o palhaço Tubinho, que tem um histórico de circo itinerante com muito sucesso pelo Interior de São Paulo; e Biribinha, de tradicional família circense do Nordeste brasileiro”, informa Esio Magalhães, diretor do Barracão Teatro e intérprete do palhaço Zabobrim.

O encontro é promovido pelas companhias campineiras Barracão Teatro, Cia Suno, Circo Caramba, Dupla Cia e Família Burg, todas sediadas em Barão Geraldo. Além delas participam os grupos Turma do Biribinha, de Arapiraca (AL), Trupe Irmãos Atada, de São Paulo (SP), Cia dos Palhaços, de Curitiba (PR) e Caravana Tapioca, de Recife (PE). O evento vai se dividir entre o Centro Cultural Casarão, Sesc-Campinas, Teatro Municipal José de Castro Mendes e Barracão Teatro, que sediará os ensaios para uma montagem coletiva.

Um grande cabaré de variedades com os grupos locais abre a programação desse encontro neste domingo (14/9), no Castro Mendes. Diversos números vão compor a programação do Cabaré Geral, como o palhaço Zabobrim, os números acrobáticos e de risco da Cia Suno, os musicais inusitados do Circo Caramba, as esquetes clássicas da Dupla Cia e a irreverência da Família Burg.

“Durante a semana, à noite temos espetáculos e pela manhã os ensaios do espetáculo de circo-teatro que será apresentado no outro fim de semana”, adianta Esio. Ele explica que as peças de circo-teatro são estruturada em cima da figura de um palhaço, que protagoniza ou tem papel importante na história, e os outros personagens que desenrolam o enredo. “O palhaço se encarrega do trabalho cômico e os demais vão se revezando nos outros personagens. Esta montagem, que terá a participação de todos os envolvidos no projeto, será dirigida pelo palhaço Tubinho e estrelada pelo palhaço Biribinha, que faz uma participação muito especial no 2º Geral do Riso”, diz Esio, citando que os detalhes do espetáculo serão definidos durante a semana de ensaios. À noite os artistas apresentam seus espetáculos e durante o dia travam uma batalha artística, trocando experiências e ensaiando a peça coletiva Biribinha e a Noiva do Defunto, ou A Bomba, sucesso nos picadeiros e palcos há várias décadas”, conta.

O espetáculo será apresentado no fim de semana, encerrando a programação do Geral do Riso. No domingo, o público poderá se divertir em duas ocasiões: Pela manhã a Turma do Biribinha, Circo Caramba e Barracão Teatro apresentam o espetáculo Lembranças do Presente, no Sesc-Campinas. O espaço também sedia, na quarta-feira, o Cabarena, projeto tradicional do Sesc que vem com uma roupagem diferente, em parceria com o Geral do Riso. No domingo à noite, a reprise da peça A Bomba ou Biribinha e a Noiva do Defunto fecham a programação.

Os grupos convidados

-Trupe Irmãos Atada, de São Paulo, com o espetáculo Três Variando. Sob o comando de um mágico atrapalhado e dono do circo, os três palhaços da trupe demonstram suas habilidades em números de malabares de chapéu, prato chinês, equilíbrio, telepatia, chicote, karatê e dança, sempre pelo viés do humor.

-A Turma do Biribinha, de Arapiraca (AL), com Apalhaçadamuzicada, com música e clássicos do circo. O espetáculo foi criado a partir da linha do circo-teatro e do palhaço tradicional nordestino. Entre trapalhadas e palhaçadas, Biribinha e Pipoca desenvolvem números musicais convencionais e inusitados, com os espectadores executando músicas em instrumentos inimagináveis.

-Cia dos Palhaços, de Curitiba (PR) e seu Concerto em Ri Maior. O maestro e palhaço Wilson Chevchenco apresenta um concerto baseado em sua origem russa e conta com a ajuda de Sarrafo, seu fiel amigo, para executar as obras de sua família e ser entendido pela plateia, já que não fala português. O concerto tem instrumentos como piano, violão, acordeom, castanholas e um coral integrado pelo público.

-Caravana Tapioca, de Recife (PE), com Cavaco e sua Pulga Adestrada. Cavaco, um antigo dono de circo que faliu ao perder todos seus artistas, tem a sorte de encontrar Pulga Maria e reconstruir sua carreira com dela. A pulga chega de paraquedas, faz música experimental com panelas, cospe fogo, doma uma fera, é lançada do canhão, entre outras habilidades que aprendeu ao longo da carreira.

Agende-se

Domingo, às 20h: Cabaré Geral com Barracão Teatro, Cia dos Palhaços, Cia Suno, Circo Caramba, Dupla Cia e Família Burg, no Teatro Castro Mendes (Praça Correa de Lemos, s/nº, Vila Industrial, fone: 3272-9359)

Segunda-feira, às 20h: Três Variando, com Trupe Irmãos Atada

Terça-feira, às 20h: Apalhaçadamuzicada, com A Turma do Biribinha

Sexta-feira, às 20h: Cavaco e sua Pulga Amestrada, com Caravana Tapioca

Sábado (20/9) e domingo (21/9), às 20h: A Bomba ou Biribinha e a Noiva do Defunto, no Centro Cultural Casarão (Rua Maria Sampaio Reginato, s/nº, Terras do Barão, Barão Geraldo, fone: 3287-6800)

Quarta feira, às 20h: Cabarena, com Barracão Teatro, Caravana Tapioca, Cia dos Palhaços, Cia Suno, Circo Caramba, Dupla Cia, Família Burg, Trupe Irmãos Atada e Turma do Biribinha, com participação especial do Palhaço Tubinho

Quinta-feira, às 20h: Concerto em Ri Maior, com Cia dos Palhaços

Domingo (21/9) às 11h30: Lembranças do Presente, com Turma do Biribinha, Circo Caramba e Barracão Teatro. No Sesc-Campinas (Rua Dom José I, 270/333, Bonfim, fone: 3737-1500)

Quanto: Todos os espetáculo com contribuições a critério do público

Escrito por:

Delminda Aparecida Medeiros