Publicado 08 de Setembro de 2014 - 18h33

Por Yasmine Azevedo e Souza

Yasmine Souza

[email protected]

Foto: Edu Fortes

Uma cachorrada solta na Rua Santana do Paraíso, no Jardim Nova Europa, em Campinas, estava deixando a vizinhança em pânico desde que o dono dos animais, que morava sozinho, desapareceu há uma semana. Uma mulher e uma criança chegaram a ser mordidas por um dos animais, no fim de semana, enquanto caminhavam em volta do Bosque dos Guarantãs. Preocupados, os moradores acionaram a polícia e a Prefeitura, mas só ontem a Vigilância Sanitária esteve no local para remover os animais, entre eles cinco filhotes recém-nascidos.

Como a Vigilância não tinha autorização para entrar no imóvel, alguns moradores se reuniram e com a ajuda de uma veterinária entraram na casa e conseguiram capturar cinco cães adultos e os filhotes. Segundo os moradores da rua, cerca 12 animais que estavam dentro de uma casa, próximo a Bosque dos Guarantãs, foram soltos quando a polícia esteve no imóvel para averiguar se o morador não havia morrido dentro da casa. A funcionária pública Ana Maria Gonçalves da Silva, 46 anos, percebeu o sumiço do proprietário da casa, Leodenis Ribeiro, 42 anos, mas só ontem ficou sabendo que ele foi morto. “Ele trabalhava, fazia bicos, mas bebia. Não sabemos o que aconteceu”, afirmou Ana Maria. O corpo de Ribeiro foi encontrado em um terreno, no bairro São José, em Campinas.

A dona de casa Vera Paiva, 52 anos, não esperou a ajuda da Prefeitura e levou um dos animais para a casa para cuidar ainda no final de semana. “Ele tem sequelas de cinomose e estava debilitado. Também consegui um lar pra um dos filhotes com uma vizinha” afirmou Vera. Dois animais fugiram durante a ação e um filhote conseguiu se esconder nos entulhos e deve ser retirado durante a limpeza do imóvel que estava marcada para hoje. “É um alívio porque os animais estavam sofrendo”, afirmou Vera.

Escrito por:

Yasmine Azevedo e Souza