Publicado 08 de Setembro de 2014 - 17h35

Por Sarah Brito Moretto

Sarah Brito

DA AGÊNCIA ANHANGUERA

[email protected]

A greve dos funcionários da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) completou 110 dias nesta segunda-feira, a espera de avanços na negociação. Amanhã, está marcada uma nova rodada de negociação do Fórum das Seis Fórum das Seis - entidade que representa as universidades estaduais paulistas - com o Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp). Na última semana, a reunião de negociação previu reajuste de 5,2%. A proposta ainda não foi aceitada pelos trabalhadores, que esperam “avançar” na proposta. Além da porcentagem, também foi proposta abono salarial de 28,60% para compensar o atraso a data-base (1º de maio), além do pagamento dos vales refeição e transporte a todos os servidores.

O Cruesp informou em nota no dia 3 de setembro que após processo de negociação com o Fórum das Seis, apresentou ontem a proposta de 5,2% de reajuste para docentes e servidores técnico-administrativos das Universidades Estaduais Paulistas a ser concedido em duas parcelas: uma de 2,57% na folha de setembro, a ser paga em outubro; e a outra, do mesmo percentual, na folha de dezembro, a ser paga em janeiro de 2015, totalizando os 5,2%. Informou que isso permitirá que o 13º salário de 2014 seja pago com o reajuste integral. Até então, a proposta inicial era de reajuste zero.

Escrito por:

Sarah Brito Moretto