Publicado 08 de Setembro de 2014 - 5h32

Os integrantes do PSB disseram ainda não entender o que o nome do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos está fazendo na lista de políticos que, supostamente, teriam recebido propina de contratos da Petrobras, conforme denunciou o ex-diretor da empresa Paulo Roberto Costa em delação premiada. O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), vice-presidente estadual da sigla, considerou a citação “estranha” e disse que é preciso avaliar o conteúdo do depoimento.