Publicado 07 de Setembro de 2014 - 5h33

As festas infantis deixaram de ser um motivo para abrir mão da alimentação equilibrada. Os salgadinhos fritos, bolos açucarados e refrigerantes podem dar lugar a um cardápio com comidas saudáveis, coloridas e divertidas. Os sucos naturais, frutas, legumes, iogurtes, patês e salgados assados fazem parte da relação de alimentos levados à mesa, que deixam em segundo plano ou bem longe da festa os ingredientes com pouca contribuição nutricional. Em Campinas e Região Metropolitana, os bufês têm buscado inspiração para oferecer aos pequenos um cardápio que encha os olhos sem deixar nada a dever à saúde. As dicas dos especialistas também valem para as festas feitas em casa.

A nutricionista do serviço de nutrição do Hospital Celso Pierro da PUC-Campinas, Maria Camila Buarraj Gomes, afirma que as festas infantis são rotina na vida de quem tem crianças em casa e ressalta que é comum famílias que têm pelo menos uma festa por semana. “Por isso, essa preocupação com o cardápio se torna importante tanto para prevenção do excesso de peso como também na contribuição para a formação de hábitos alimentares adequados para as crianças.” Maria Camila afirma que é preciso ensinar a criança a associar a festa a um agradável momento de diversão e comemoração com os amigos e familiares e não de oportunidades de ingerir frituras e guloseimas que não fazer parte do dia a dia da alimentação delas.

A nutricionista explica que um cardápio equilibrado pode ser feito de duas maneiras, incluindo opções saudáveis ou preparando o que já é servido tradicionalmente de uma forma mais saudável. “Pensando na inclusão de opções saudáveis, temos como exemplo para os pratos salgados palitinhos de cenoura e pepino (que podem ser acompanhados de um patê de ricota), milho cozido no palito, misto quente de queijo minas com peito de peru, lanche de hambúrguer caseiro com pão integral, pastel de forno. A pipoca, desde que preparada com pouco óleo, também é uma opção saudável que pode ser mantida no cardápio.”

Os refrigerantes dão lugar aos sucos naturais e, no lugar dos doces, Maria Camila afirma que podem ser oferecidas frutas variadas no palito ou cestinha, salada de frutas, maçãs ou uvas confeitadas no palito e potinhos de iogurte polvilhados com granulado comum ou colorido. Também é possível manter bolos de chocolate, brigadeiros e beijinhos com a preocupação de prepará-los com ingredientes mais saudáveis, substituindo a farinha branca por farinha integral, o açúcar branco por açúcar mascavo, utilizar chocolate 100% cacau e coco fresco sem açúcar. “Assim, também não deixamos a tradição das festas de lado, porém, servidas de uma forma mais saudável”, orienta.

A apresentação e montagem dos pratos, ressalta a nutricionista, é fundamental para chamar a atenção das crianças. “Outro ponto interessante é separar um momento da festa para as crianças comerem, pois com tantas opções de diversão, as crianças acabam saindo das festas com fome. Fazer um piquenique, integrando o momento da alimentação com recreação é uma ótima ideia”, diz.

A dentista Ana Paula Manfredi Moreira buscou na festa de aniversário da filha, Anna Carolina, de 4 anos, oferecer um cardápio saudável para os convidados, com pipoca, nuggets assados, purê de batata. No aniversário do filho mais velho, Thomas, na última semana, não foi diferente. A festa foi em um campo de futebol com os amigos. O cardápio para os convidados incluiu torta de frango, salgadinhos assados e sanduíche de peito de peru com mussarela de búfala. “Sou preocupada com a alimentação dos meus filhos e procuro oferecer sempre alimentos saudáveis, mas sem ser radical”, disse.[/TEXTO]