Publicado 07 de Setembro de 2014 - 5h33

O grupo de espíritas responsável pela construção da creche já se conhecia há um tempo. Eles visitavam moradias carentes na periferia da cidade, e levavam gêneros alimentícios, roupas, brinquedos. Tudo, enfim, o que conseguiam recolher durante a semana. As entregas aconteciam aos sábados e domingos. Foi quando surgiu a ideia de se construir uma casa voltada ao amparo e à educação de criancinhas que moravam naqueles lares modestos. À frente do grupo estava Nestor Mendes da Rocha, carioca radicado em Campinas. Em um terreno doado, os espíritas inauguraram a sede, em agosto de 1964. Época em que o atual Jardim Chapadão se limitava a um imenso descampado. Foi o próprio Chico Xavier quem, durante visita a Campinas, sugeriu o nome de Memei. A localização faz com que a creche naturalmente acolha crianças carentes de bairros da Região Norte (Jardins Santa Mônica, São Marcos, Campineiro e Vila Olímpia). (RV/AAN)