Publicado 06 de Setembro de 2014 - 5h32

A Polícia Civil de Americana prendeu na manhã de ontem onze homens suspeitos de pertencerem a uma quadrilha de desmanche de carros que vendia peças para comerciantes de outros estados e de Campinas. Sete homens foram detidos quando picavam carros, em uma casa na Rua Osasco, no bairro Nova Europa, em Hortolândia. Outros quatro integrantes foram presos em um galpão, no bairro Chácara São José, em Campinas. O local era utilizado como depósito para as peças dos carros desmontados em Hortolândia. Segundo a polícia, a quadrilha já era investigada há três meses. Para chegar aos criminosos, os investigadores da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Americana fizeram interceptações telefônicas. Através delas, a polícia agora vai tentar identificar outros integrantes da quadrilha e os receptadores das peças retiradas dos veículos. Todos serão interrogados e responsabilizados. O acusado de chefiar a quadrilha, Alonso Alves Bezerra, morador de Campinas, continua foragido. A ação que conseguiu prender os criminosos começou logo no início da manhã. O caminhão que carregaria as peças para o depósito em Campinas ainda estava dentro do imóvel onde os carros eram desmontados em Hortolândia. Quatro carros que já haviam sido picados e um que estava sendo desmontado foram furtados em Americana, Campinas, São João da Boa Vista, Mogi Guaçu e Sorocaba. No local, os criminosos contavam uma estrutura para abafar o som durante o desmanche dos veículos e ainda com bloqueadores de sinal de rastreador de automóveis. (Yasmine Souza/AAN)