Publicado 07 de Setembro de 2014 - 5h33

Apresentado na quinta-feira, Enderson Moreira estreou no comando do Santos ontem com vitória. Substituto de Oswaldo de Oliveira, demitido na terça, o treinador confiou em Leandro Damião e viu o centroavante, que fez partida apagada, marcar o terceiro gol dos 3 a 1 sobre o lanterna Vitória, ontem, no Pacaembu. David Braz, em jogadas idênticas, havia colocado o Santos em vantagem.

Depois de duas derrotas seguidas, o Santos voltou a pontuar para fechar o primeiro turno do Brasileirão em 9, com 26 pontos. O Vitória segue em último, com 15 pontos, dois a menos que o Palmeiras.

Sem contar com Mena, Alison e Robinho, que servem às respectivas seleções (Alison está no time olímpico do Brasil), Enderson Moreira se viu obrigado a mexer no time considerado base. Escalou Zé Carlos, Souza e Gabriel. Além disso, deu oportunidade a Leandro Damião, que era pouco acionado pelo antigo técnico e precisa provar a que veio.

Logo com 3 minutos, a equipe da casa, mais decidida a jogar, quase marcou. O goleiro Roberto Fernández saiu mal de soco, Gabriel ficou com o gol aberto, mas mandou para longe. De falta, aos 11’, Souza deu trabalho ao paraguaio, que se esticou todo para evitar que o Santos abrisse o placar.

David Braz, que viria a ser o herói do jogo, tentou a primeira de cabeça aos 23’, mas parou no goleiro paraguaio. Thiago Ribeiro teve duas chances pela esquerda, mas chutou mal. E isso foi tudo o que fez o Santos diante de um time disposto apenas a se defender e tentar (sem sucesso) o contra-ataque. Faltava um meia que auxiliasse Lucas Lima na armação diante de uma zaga fechada. Não à toa, a torcida vaiou na saída para o intervalo.

Apesar de o time não ter criatividade, Endeson não mudou a equipe no intervalo. A bola parada, porém, acabou aliviando os problemas. Logo a 1’ da etapa final, Lucas Lima bateu escanteio e David Braz fez de cabeça. Aos 6’, em lance idêntico, David Braz marca o segundo.

Antes de o Vitória descontar, o Santos perdeu duas chances claras de gol, a principal delas com Leandro Damião, que pegou o rebote cara a cara com o goleiro e mandou por cima. Na base do "quem não faz, toma", Dinei descontou aos 19’ para o Vitória.

A sorte, porém, voltaria para o lado de Damião. Aos 29’, ele se atrapalhou todo com a bola na frente do goleiro e ela sobrou para Lucas Lima. Roberto Fernández pegou e o rebote caiu com Damião, que dessa vez não tinha como desperdiçar. Na comemoração só Arouca e Gabriel foram festejar com o centroavante. (Da Agência Estado)