Publicado 10 de Setembro de 2014 - 8h46

Um empresário da rua José Elias de Moraes, no bairro Caxambu, reclama que um vazamento de água na altura do número 220 já persiste há cerca de 60 dias.

Mário César Romanin, de 61 anos, afirma que há uns 20 dias já contatou o Semae.

Na ocasião, foi informado pela autarquia que um morador já havia feito a denúncia e que medidas seriam tomadas. “Além do desperdício, que nesses tempos de hoje é lamentável, a rua está afundando”, conta.

Em resposta à reportagem, o Semae informa que “a reclamação 165.322 consta no sistema como concluída em 19/08”. E caso haja um novo vazamento, uma nova ordem de serviço será aberta

Romanin retruca e diz que não houve reparo. “Está do mesmo jeito, vazando água direto, não passou ninguém por aqui”, afirma.

Outro vazamento, na rua Itatinga, altura do número 73, no São Jorge, preocupa os moradores da região, informa Letícia Fornazari. Ela relata que ligou para o Semae, “mas a chamada só cai na espera, fica na musiquinha”.