Publicado 10 de Setembro de 2014 - 5h00

Prefeito, Limeira, Paulo Hadich, assina, convênio, restaurante, Bom Prato

Wagner Morente/Prefeitura de Limeira

Prefeito, Limeira, Paulo Hadich, assina, convênio, restaurante, Bom Prato

O Restaurante Bom Prato, com refeições a R$ 1 e café da manhã a R$ 0,50, começará a funcionar em Limeira (SP) entre 60 e 90 dias. Esse é o tempo necessário para realizar as adaptações e reformas do espaço que receberá toda a estrutura, na Rua 13 de Maio, 527, Centro. Na tarde desta terça-feira (9), o prefeito Paulo Hadich assinou com o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Rogério Hamam, e com a Associação Casa de Apoio Romeiros de Nossa Senhora Aparecida, convênio para a implantação do restaurante no município.

No total, 1.200 pessoas serão beneficiadas diariamente com o café da manhã e o almoço no Restaurante Bom Prato. A assinatura do convênio ocorreu na sala de reuniões do gabinete do prefeito e contou com a presença de representantes da Casa de Apoio Romeiros, que será responsável pela gestão do restaurante. O local será usado ainda pelos cursos profissionalizantes ligados à área de gastronomia oferecidos pelo Ceprosom (Centro de Promoção Social Municipal) e pelo programa Via Rápida Emprego, do governo estadual.

Nutricionistas

Uma equipe de nutricionistas ainda dará assistência à Casa de Apoio Romeiros para a gestão do restaurante. O presidente da associação, Valdevino Vieira, sabe da responsabilidade em assumir o Bom Prato, mas garantiu empenho para corresponder às expectativas. “Com certeza desempenharemos nossa função com lisura, para darmos uma resposta positiva à população de Limeira.”

Com a implantação do Bom Prato, o Restaurante do Trabalhador, que atualmente funciona na rua Carlos Gomes, Centro, será desativado. Isso porque a quantidade de refeições, a um preço ainda mais acessível, será ampliada com o Bom Prato – o número subirá de 700 para 1.200 refeições por dia.

 

Também haverá uma economia aos cofres públicos de aproximadamente R$ 30 mil, já que o único gasto com o Bom Prato será com o aluguel do prédio, referente à contrapartida da prefeitura de R$ 1 por refeição. Outros R$ 2,50 são custeados pelo Estado, restando o valor de R$ 1 por usuário do programa – cada refeição tem um custo estimado de R$ 4,50.