Publicado 08 de Setembro de 2014 - 17h04

Por Alenita Ramirez

Um bebê de seis meses por pouco morreu afogado na tarde de domingo (7) após cair na piscina de uma chácara no Portal dos Nobres, em Ipeúna.

 

A criança estava em um andador e foi socorrido pelo pai e a dona do imóvel, uma sargento da Polícia Militar, que fez os primeiros procedimentos e depois acionou os colegas de farda que conseguiram reanimar a criança até a chegada do Samu, que a levou para um PS na cidade e depois transferida para um hospital em Rio Claro. Segundo a polícia, o bebê segue internado em estado estável.

O incidente foi por volta das 13h. Segundo consta em boletim de ocorrência, familiares da vítima participavam de um churrasco e o colocaram em um andador.

 

Em dado momento o pai sentiu a ausência do bebê e foi a sua procura, quando o achou na piscina junto com o andador.

 

Não foi informado quanto tempo a criança ficou sumida até ser achada na piscina.

Venda proibida

 

O andador tem venda proibida por lei, já que ele é apontado como o campeão de acidentes na infância.

 

Segundo o pediatra Tadeu Fernando Fernandes, o acessório dá asas para uma pessoa que não tem habilitação para andar.

 

"Além disso, orientamos as famílias que têm crianças e piscina em casa a colocar uma grade com portão para impedir o acesso dos filhos pequenos", alertou.

Escrito por:

Alenita Ramirez