Publicado 07 de Setembro de 2014 - 16h47

Por Agência Estado

Dilma participa do 7 de Setembro

Agência Brasil

Dilma participa do 7 de Setembro

A presidente Dilma Rousseff foi recebida com frieza pelo público que estava na Praça dos Três Poderes à espera do início do desfile do Sete de Setembro. Dilma cruzou a Esplanada dos Ministérios desfilando em um Rolls-Royce, vestindo a faixa presidencial.

A reportagem encontrou a Praça dos Três Poderes esvaziada no início da cerimônia, com menos de 20 populares. Algumas pessoas se aglomeravam na beira da pista - quando a presidente surgiu no Rolls-Royce, houve quem acenasse de forma tímida.

Segundo a última pesquisa Datafolha, a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, tem 33% das intenções de voto no Distrito Federal, à frente da candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT), que aparece com 23%.

Depois do desfile, Dilma irá receber no Palácio da Alvorada "representantes de instituições da juventude" para tratar de reforma política. Está prevista uma coletiva de imprensa depois dessa agenda.

Denunciados em esquema da Petrobras não vão a desfile

A presidente Dilma Rousseff chegou há pouco ao desfile do Sete de Setembro no Rolls Royce presidencial, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. No palanque tomado por autoridades, nota-se a ausência de pessoas supostamente beneficiadas pelo esquema de desvio de verbas na Petrobras, segundo teria revelado o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa em depoimento à Policia Federal e ao Ministério Público.

Não está presente o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB AL) que, segundo revelou o portal Estadão.com na tarde da última sexta feira, foi citado por Costa. Também não veio o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão que, segundo a revista Veja, também teria sido mencionado.

O governo montou um esquema de segurança para o desfile do Sete de Setembro que também serviu para minimizar o risco de vaias. O Rolls Royce no qual a presidente Dilma Rousseff chegou foi precedido por um grupo de motocicletas com as sirenes ligadas. Além disso, a estrutura física dos palanques mantém os populares longe. O palanque presidencial fica blindado, nas laterais, pela instalação de "camarotes vip". O acesso por trás é fechado pelo esquema de segurança. À frente, ficam os palanques da imprensa e mais um para convidados, cercados por tapumes que impedem a chegada de pessoas a um raio de aproximadamente 50 metros.

Escrito por:

Agência Estado