Publicado 07 de Setembro de 2014 - 5h00

Participaram do projeto 1.060 alunos da escola Catharina Padovani

Del Rodrigues/ Gazeta de Piracicaba

Participaram do projeto 1.060 alunos da escola Catharina Padovani

Atividade desenvolvida na escola estadual Professora Catharina Casale Padovani, de Piracicaba, está entre os seis projetos escolhidos no Brasil pela Câmara Mirim de Brasília. Participaram da seleção 42 escolas do país.

Intitulado “A ética e a cidadania na formação de uma escola e uma sociedade democrática”, o trabalho da cidade foi desenvolvido por meio de parceria entre diferentes disciplinas.

A ideia nasceu com o objetivo de estimular a vivência da ética e da cidadania nas relações das pessoas na instituição, além de mostrar que a escola é um ambiente democrático. Participaram 1.060 alunos.

A primeira fase foi composta pela eleição de representantes de classe e formação de colegiado de alunos. Na ocasião, assuntos como papel do representante, ética, cidadania e democracia foram discutidos.

Na segunda fase, o colegiado organizou as eleições para deputados mirins da instituição de ensino. Os candidatos apresentaram suas propostas eleitorais.

A professora Carmem Aparecida Cardoso, que encabeçou o projeto, está na capital do Brasil, onde fica até hoje, e participa do curso Programa de Capacitação Missão Pedagógica no Parlamento. Tudo custeado pelo governo.

No dia 30 de outubro, será realizado o Câmara Mirim e a docente pode levar até duas turmas – com no máximo 40 alunos cada – para Brasília. Quem participar passa pela experiência de ser deputado por um dia. Vão discursar, discutir e votar em projetos de lei elaborados por elas próprias.

Mas, como neste caso os valores devem ser custeados pela instituição de ensino, a escola deve realizar eventos na tentativa de arrecadar fundos, conta a diretora Christina Negro Silva.

A iniciativa está na nona edição e oferece oportunidade aos estudantes do 5° ao 9° ano do ensino fundamental vivenciarem a rotina de um deputado federal.