Publicado 10 de Setembro de 2014 - 11h01

Por Da Agência Anhanguera

Toninho, PT

Cedoc/ RAC

Toninho, PT

O assassinato do prefeito Antonio da Costa Santos (PT) completa 13 anos nesta quarta (10) sem condenação de culpados pelo crime, ocorrido na noite de 10 de setembro de 2001. Ele foi morto com um tiro quando passava de carro na Avenida Mackenzie, após fazer compras no Shopping Iguatemi. A investigação da Polícia Civil indicou que ele teria sido morto por razões banais, após ter atrapalhado a passagem de um carro com criminosos em fuga pela avenida, mas a Justiça descartou levar o caso a julgamento por avaliar não haver provas suficientes. A apuração foi devolvida à polícia em 2010. A família de Toninho acredita em crime motivado por razões políticas. Na internet, um grupo mantém o site “Quem matou Toninho?”, onde manifesta seu protesto. “O assassinato não foi bem investigado. A tese de crime político não foi levada em consideração pela polícia e pelo Ministério Público”, diz nota exibida na página.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera