Publicado 06 de Setembro de 2014 - 17h56

Por Correio Popular

Desfile que aconteceu em 2013. Prefeitura acredita que público de 20 mil pessoas irão assistir a apresentação

Cedoc RAC

Desfile que aconteceu em 2013. Prefeitura acredita que público de 20 mil pessoas irão assistir a apresentação

A Prefeitura de Campinas estima que cerca de 20 mil pessoas devem acompanhar neste domingo o tradicional desfile de 7 de setembro, data em que se comemora o dia da Independência do Brasil. O evento acontecerá na Avenida Francisco Glicério com início previsto para as 7h40 e término às 11h30.

O trânsito na região será modificado por conta da apresentação cívico-militar. O evento, em Campinas, é organizado pela Secretaria de Educação, em parceria com a Cultura.

Para a população que for prestigiar o evento foi reservada uma área extensa ao longo da avenida. Também foi montado um esquema de segurança pela Guarda Municipal e Polícia Militar para garantir a tranquilidade dos que forem à avenida.

Os primeiros a desfilar serão os militares, seguidos dos representantes dos órgãos públicos. Em seguida, descem a avenida entidades não governamentais e 18 escolas (particular, estaduais e municipal). Está prevista a participação de 1.500 alunos.

Para representar a Educação Infantil de Campinas, alunos da escola Celisa, a mais antiga de Campinas, desfilarão em um trenzinho. A unidade de ensino foi fundada em outubro de 1942, e este ano completa 72 anos.

A concentração será no viaduto da Avenida Aquidabã e a dispersão será Avenida Orosimbo Maia.

Na Região

Em Valinhos, 5 mil pessoas são aguardadas no desfile da Avenida dos Esportes, a partir das 7h45. Em Santa Bárbara, às 8h, rola evento na Avenida Corifeu de Azevedo Marques. Em Nova Odessa, a comemoração acontece às 8h30 na Avenida Carlos Botelho e em Monte Mor o desfile começa a partir das 9h e parte da Avenida Jânio Quadros.

História

A Independência do Brasil é um dos fatos históricos mais importantes do nosso País, pois marca o fim do domínio português e a conquista da autonomia política. Muitas tentativas anteriores ocorreram e várias pessoas morreram na luta por este ideal.

No dia 7 de setembro de 1822, o príncipe regente, Dom Pedro, irritado com as exigências da corte, proclamou a Independência do Brasil.

Um mês depois, mais precisamente em 12 de outubro de 1822, Dom Pedro foi aclamado imperador e, em 1º de dezembro, coroado pelo bispo do Rio de Janeiro, recebendo o título de Dom Pedro I.

Escrito por:

Correio Popular