Publicado 29 de Julho de 2014 - 5h32

Motoristas que utilizam o trecho da Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332), conhecido como Tapetão, para se deslocar de Campinas para Barão Geraldo, terão que trafegar por caminhos alternativos durante três meses. O acesso ao distrito será bloqueado hoje, às 10h, para a conclusão das obras do Trevo de Barão, realizada pela concessionária Rota das Bandeiras. Pelo menos 12 linhas de ônibus, oito de Campinas e quatro intermunicipais, também serão alteradas.

A orientação da empresa é que condutores utilizem o acesso pela Rodovia D. Pedro I (SP-65), no km 113, sigam sentido Jacareí até o km 137, na altura do trevo do Parque D. Pedro Shopping, e utilizem as alças do trevo do centro de compras para acessar a pista Norte. Nela, o motorista deve dirigir até o km 138+500 da marginal da rodovia e acessar a nova alça para Barão Geraldo, liberada na última terça-feira.

Outro trajeto é pegar a Avenida Guilherme Campos, do D. Pedro Shopping, e chegar a Barão por dentro da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A terceira rota para quem segue pela D. Pedro, sentido Anhanguera, é sair no km 139 do trevo, utilizar três das quatro alças e acessar o Tapetão, pela faixa da esquerda, rumo a Paulínia. O acesso ao distrito pode ser feito também pela saída da Zeferino Vaz para o Real Parque, em Paulínia. Depois de sair no km 116, o motorista deve seguir pela Avenida Dr. Eduardo Pereira de Almeida.

A obstrução da entrada de Barão pela via é necessária para a conclusão da passagem de nível inferior ao Tapetão. A atual pista da rodovia também será elevada. A passagem inferior garantirá o acesso direto de quem está na SP-065, sentido Anhanguera, para a Zeferino Vaz, sentido Paulínia, sem enfrentar o trânsito de quem vem de Campinas. O elevado do Tapetão manterá a ligação usual entre o Tapetão e o distrito. “Com o bloqueio, podemos fazer a escavação da pista para a Paulínia. A pista será rachada no meio, mas haverá detonações. Também precisamos fazer o aterro para a elevação da pista que sai de Barão”, explicou o engenheiro responsável pela obra, Abner Toledo.

O caminho para Paulínia para quem trafega pelo Tapetão permanece liberado. Também não haverá modificação no tráfego para o motorista que deixa o distrito de Barão Geraldo e o acesso à D. Pedro I, sentido Anhanguera, ocorre pela alça já inaugurada.

Coletivos

A intervenção altera as rotas dos ônibus coletivos que servem Barão Geraldo. Os novos itinerários foram decididos com a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) e com a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU). As linhas 1.34, 2.69, 3.14 e 3.19 seguirão pela rodovia D. Pedro I e vão acessar o distrito pela nova alça do trevo. A linha 3.30 seguirá pela D. Pedro, pegará a alça para a avenida Guilherme Campos e seguirá pela Unicamp. Já as 3.31, 3.33, 3.338, 604 DV1 Campinas-Paulínia via Barão Geraldo, 605 Campinas-Paulínia via Rhodia, 606 Campinas-Cosmópolis via Barão Geraldo e 606 Campinas-Cosmópolis via Rhodia seguirão pelo Tapetão e acessarão o distrito pelo km 116 da Zeferino Vaz, na altura do Real Parque.

Divulgação

As novas rotas e alterações das linhas de ônibus estão sendo divulgadas à população por panfletos, distribuídos em 19 pontos de Barão Geraldo e em cruzamentos que dão acesso ao distrito. Cartazes com as mudanças também foram colados nos coletivos. Um carro de som circulará pelo distrito avisando sobre o bloqueio e indicando as rotas alternativas.

Panfletos foram entregues em 19 pontos de Barão Geraldo e também serão distribuídos nos principais cruzamentos que dão acesso a Barão Geraldo. Cartazes com a mudança do itinerário dos ônibus serão afixados nos coletivos. Outra medida tomada foi a instalação de faixas ao longo de vias municipais, no Tapetão e na D. Pedro.