Publicado 02 de Maio de 2014 - 19h59

Por Paulo Santana

O técnico Dado Cavalcanti esbanja otimismo para o encarar o Luverdense por causa do bom volume de jogo apresentado nas partidas anteriores

Elcio Alves/AAN

O técnico Dado Cavalcanti esbanja otimismo para o encarar o Luverdense por causa do bom volume de jogo apresentado nas partidas anteriores

Na busca pela primeira vitória sob o comando do técnico Dado Cavalcanti, a Ponte Preta enfrenta o Luverdense, um dos caçulas da Série B do Campeonato Brasileiro, neste sábado (3), às 16h20, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 3ª rodada — a Macaca vem de três empates, dois pela Série B e um pela Copa do Brasil. Por um lado, o treinador esbanja otimismo para o jogo por causa do bom volume de jogo apresentado nas partidas anteriores. Por outro, alerta para os perigos que a Macaca poderá encontrar pela frente já que o adversário tem uma equipe entrosada e vem bem no torneio, com uma vitória e um empate.

Dado, inclusive, conhece alguns atletas que são remanescentes do elenco comandado por ele na campanha do título matogrossense, em 2012. "Os clubes do Brasil não se acostumaram a fazer o trabalho de longo prazo que o Luverdense faz. Fiz parte deste processo de crescimento. Alguns jogadores estão há cinco anos no clube e sabem muito bem a forma de jogar", comentou.

O zagueiro Diego Sacoman não se recuperou das dores no púbis e foi vetado. Para seu lugar, o treinador confirmou a estreia de Leonardo, que veio do Criciúma em janeiro e passou por um longo tratamento em decorrência de uma lesão na panturrilha. "É um jogador experiente e já o conhecemos muito bem. Talvez sinta a falta de ritmo de jogo pelo tempo parado, mas tem a minha confiança e de todos os companheiros", destacou o comandante.

Outra mudança é a troca de Adilson Goiano por Juninho, contratado semana passada do Atlético-PR, no meio-campo. "Estaremos jogando em casa e achei por bem colocar o time um pouco mais à frente. Como o Juninho chega bem ao ataque, foi a maneira que encontrei para mexer no time sem modificar tanto a nossa estrutura de jogo", explicou Dado.

No mais, o time terá a mesma formação do empate com o Atlético-GO, semana passada, em Goiânia, por 2 a 2. "O nosso maior problema tem sido a falta de competência para fazer a bola entrar. Estamos dominando e finalizando bastante, mas não estamos tendo a eficiência necessária para fazer os gols. Por isso, durante a semana, trabalhamos bastante finalizações de média e curta distância. Acho que chegou o momento de encaixarmos as bolas e conseguirmos a esperada vitória", disse o técnico.

O volante Fernando Bob destaca a necessidade de vencer no Majestoso. "Sabemos da responsabilidade que é ganhar, principalmente em casa. Sabemos da pressão, mas estamos felizes pelos bons jogos que fizemos. Estamos assimilando o que o Dado tem nos passado e acredito que vamos sair com os três pontos", afirmou. "Essas duas rodadas em casa serão importantes para darmos um salto no campeonato", projetou o zagueiro Cesar, lembrando que a Macaca volta a jogar no Majestoso no próximo final de semana, contra o ABC.

Escrito por:

Paulo Santana