Publicado 03 de Maio de 2014 - 5h30

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) confirmou ontem, em visita a Campinas, a construção das marginais da Rodovia Santos Dumont (SP-75). Pelo projeto da Agência de Transportes do Estado São Paulo (Artesp), serão 14 km de vias ao custo de R$ 35 milhões. A obra, segundo o governo, será financiada pela Rodovia das Colinas, empresa que tem a concessão do trecho. Ele também adiantou obras que irão ampliar a malha viária em direção ao Aeroporto Internacional de Viracopos, como a duplicação da Rodovia Miguel Melhado Campos (SP-324) e o prologamento do Anel Viário Magalhães Teixeira até o terminal.

Uma das obras mais aguardadas pelos motoristas são as marginais da Santos Dumont, que recebe 67 mil veículos diariamente. Nos horários de pico (da manhã e tarde) são registrados de 4 a 6 km de congestionamento. A rodovia é a principal ligação para Viracopos, que está em pleno processo de expansão, com previsão de receber 22 milhões de passageiros em 2018 e 45 milhões em 2024.

Alckmin não falou em prazos e chegou a anunciar que o Estado é quem bancaria as obras, mas segundo a Artesp, as marginais serão incluídas no contrato de concessão da Rodovias das Colinas, que foi firmado em 2000 e tem vigência até 2028, mas não prevê as faixas adicionais. Por isso, será preciso fazer um termo modificativo, o que ainda não foi definido. Em contrapartida, o governo estadual cria um modo de compensar a inclusão da obra. Uma das possibilidades é ampliar o período de concessão.

Procurada, a Colinas afirmou que, até ontem, não tinha recebido nenhum comunicado oficial do governo de São Paulo sobre o assunto. O governador também confirmou a duplicação da Rodovia Miguel Melhado Campos, que liga Vinhedo até o Aeroporto de Viracopos. Serão investidos R$ 250 milhões — parte da Rota das Bandeiras, concessionária que administra o trecho, e parte por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP).

“O projeto que será desenvolvido ali foi aprovado pela comunidade do Campo Belo, que esteve em reuniões em meu gabinete. Haverá um desvio do tráfego pesado e vamos fazer conforme o prometido, uma avenida urbanizada, com ciclovias e segurança para os moradores”, disse o prefeito Jonas Donizette (PSB).

“O projeto da Miguel Melhado já está fechado. Esperamos que, em 30 dias, já entre com pedido de licenciamento ambiental”, afirmou Alckmin.

Além dessas duas obras, também foi anunciado o prolongamento do Anel Viário até Viracopos. A via irá ampliar o acesso ao Corredor Dom Pedro e ao Sistema Anhanguera-Bandeirantes. Os trabalhos são realizados pela Rota das Bandeiras. Inicialmente, o projeto prevê 5,8 quilômetros até o trevo da Bandeirantes, que irá custar R$ 158,8 milhões e deve ser concluído em junho 2015.

No contrato de concessão está definido que o Anel Viário irá até a Miguel Melhado. Este trecho terá mais quatro quilômetros e deve começar a ser construído ao fim da primeira fase, ao custo de R$ 66 milhões (entre obras e desapropriações). A concessionária afirmou ontem que há conversas em andamento com o governo do Estado, que solicitou a inclusão do trecho até o aeroporto no contrato de concessão. O projeto está sendo analisado pela empresa para chegar a um consenso com o governo, mas não há prazo para qualquer definição.

Alckmin entrega série de obras viárias em Campinas

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) realizou ontem, em Campinas, a entrega oficial de uma série de obras nas rodovias Anhanguera (SP-330) e Dom Pedro I (SP-65). Entre elas estão as vias marginais da Dom Pedro entre o Km 134 e 140 (sentido Interior), que foram liberadas ontem. Para a realização da obra, uma rocha de 15 mil m³ que foi descoberta no trecho precisou ser detonada em 21 etapas, a última, em março passado. No sentido Capital, as marginais foram entregues no início do ano. Os investimentos foram de R$ 153,2 milhões. A ampliação está em andamento até o Km 145, com previsão de entrega para março do ano que vem.

Simbolicamente, o governador movimentou uma retroescavadeira dando início à ampliação dos dois trevos da Dom Pedro: Um no Km 132 — Trevo do Walmart — e outro no Km 131 — Trevo do Galleria Shopping, onde serão gastos R$ 46 milhões, vindos da concessionária Rota das Bandeiras. A previsão de entrega é março de 2016.

Alckmin também aproveitou a visita para divulgar as melhorias realizadas na Rodovia Anhanguera, como a ampliação da 3 faixa no trecho entre Vinhedo e Louveira, entre o Km 71 e o Km76 (em ambos os sentidos), que custaram R$ 15,5 milhões; as vias marginais do Km 86 ao 89 (pista Sul, sentido Interior), ao custo de R$ 8,6 milhões; e do Km 103 ao 110 (ambos os sentidos), e a ponte sobre o Rio Tijuco Preto, que totalizaram investimentos R$ 36 milhões. A implantação das pistas marginais do Km 110 ao 120 deve ser concluída em outubro. Ainda esse mês serão iniciadas as obras da 3 faixa entre Americana e Limeira, com entrega prevista para abril de 2015. (Felipe Tonon/Da Agência Anhangura)