Publicado 02 de Maio de 2014 - 5h30

O volume de veículos que deve circular pelas rodovias que cortam a Região Metropolitana de Campinas (RMC) neste feriado prolongado do Dia do Trabalho deve passar de 2,2 milhões.

O sistema Anhanguera –Bandeirantes (AutoBAn) é o mais carregado com uma previsão de 830 mil veículos circulando nos dois sentidos desde a zero hora de quarta-feira até as 24h de domingo. Até as 11h de ontem, aproximadamente 249 mil veículos já haviam passado pelo sistema.

Neste período foram registrados 22 acidentes, com 10 feridos e nenhuma morte. A concessionária alerta para os horários de pico que, se possível, devem ser evitados pelos usuários, e que devem concentrar o maior movimento na volta do feriado entre as 15h e 22h de domingo.

No Corredor Dom Pedro, até as 10h de ontem, 151.499 veículos passaram pelas cinco rodovias, segundo levantamento realizado pela Rota das Bandeiras, concessionária da estrada. Foram registrados nesse período 14 acidentes, com 10 vítimas leves e nenhuma vítima moderada, grave e fatal. O maior volume de tráfego foi registrado entre as 16h e 21h de quarta-feira. Na manhã de ontem, o fluxo de veículos foi tranquilo, sem registro de congestionamentos.

A concessionária espera a circulação de 710 mil veículos pelo Corredor no feriado do Dia do Trabalho e alerta os usuários a respeito das obras estruturais em andamento que não serão interrompidas durante o feriado prolongado e terão prosseguimento hoje e amanhã.

Renovias

A Renovias estima em 100 mil o número de veículos que devem passar pelo pedágio Jaguariúna no sentido Campinas – Sul de Minas. A operação especial teve início na zero hora de quarta-feira e se estende até meia-noite de domingo. Os horários de maior movimento nas rodovias foram das 18h às 21h de quarta-feira e das 9h às 13h de ontem. No retorno, o fluxo mais intenso está previsto entre 16h e 20h de domingo.

A Rodovia das Colinas aguarda 134 mil veículos nesse feriado prolongado. Segundo levantamento da concessionária que administra a Rodovia Santos Dumont, que liga Campinas a Itu, o dia de maior movimento na estrada foi na quarta-feira, quando passaram pelos pedágios 38 mil veículos. (AAN)