Publicado 02 de Maio de 2014 - 5h30

Luiz Felipe Scolari disse inúmeras vezes que a lista de convocados para a Copa do Mundo já está fechada há tempos. O anúncio vai acontecer na próxima quarta-feira, no Rio de Janeiro, mas quase todo o mundo já sabe quais serão os 23 jogadores chamados. Também não precisa ser vidente para adivinhar o time titular da estreia contra a Croácia. Será o mesmo da Copa das Confederações: Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz, Marcelo, Luiz Gustavo, Paulinho, Oscar, Hulk, Fred e Neymar.

Felipão já deu a deixa de que convocará Ramires e Willian, ambos do Chelsea. Jefferson, do Botafogo, Dante, do Bayern de Munique, Bernard, do Shakhtar Donetsk, e Jô, do Atlético-MG, também são nomes certos. Ainda é possível incluir na lista Fernandinho, do Manchester City, que foi bem no último amistoso da Seleção e fez ótima temporada. Além disso, ele é uma peça que pode ser considerada chave para o técnico, por atuar tanto como primeiro volante ou como segundo. E isso pode abrir uma vaga no meio-campo ou no ataque, dando ao técnico a opção de convocar um jogador extra para uma formação diferente do 4-3-3 da Copa das Confederações.

Vale lembrar que Dunga se afundou com seus homens de confiança na Copa da África do Sul, já que completara sua lista de 23 com jogadores com as mesmas características e funções dos titulares, porém sem poder de decisão. Depois que Elano se machucou contra a Costa do Marfim, Daniel Alves foi improvisado no meio contra a Holanda. E com Kaká sem suas melhores condições físicas, o carrancudo treinador olhava para o banco e só via Julio Baptista e Grafite como opções. Quando Felipe Melo foi expulso, não havia o que fazer para mudar o estilo de jogo naquele dia. E pensar que Ganso e Neymar, que na época arrebentaram no Santos, assistiram ao Mundial pela TV.

Por isso, hoje, Fernandinho se transformou em peça-chave. Sozinho, ele pode deixar Lucas Leiva e Hernanes fora da lista, dando vaga a alguém mais para a frente.

Mas ainda faltam cinco. Diego Cavalieri ou Victor, tanto faz. Maicon ou Rafinha? Acho que vai o segundo. Para a reserva da lateral esquerda, Maxwell havia ganho a confiança de Felipão, mas as últimas apresentações de Filipe Luís no Atlético de Madrid são dignas de colocar uma pulga atrás da orelha. E por falar no finalista da Liga dos Campeões, por que não Miranda na zaga? Todos os outros testados não convenceram totalmente. Na minha lista, faltou um, justamente a surpresa do ataque. Everton Ribeiro, Jadson, Lucas, Robinho, Alan Kardec, Luis Fabiano, Kaká? Quem você levaria?