Publicado 01 de Maio de 2014 - 5h30

Sem muitas dificuldades, o Corinthians conseguiu ontem a classificação à terceira fase da Copa do Brasil. Na lotada Arena Amazônia, um dos estádios da Copa do Mundo, em Manaus, o Timão derrotou o Nacional por 3 a 0 e avançou sem a necessidade do jogo de volta, que seria no próximo dia 14, por ter feito mais de dois gols de diferença fora de casa.

Na luta por uma vaga nas oitavas de final, o Corinthians terá pela frente o vencedor do confronto entre Bahia e América-MG, que começarão o duelo na semana que vem, em Belo Horizonte. Por causa da paralisação da Copa do Mundo, o time alvinegro só voltará a atuar pela Copa do Brasil no final de julho.

A partida marcou o fim do jejum do peruano Guerrero, que não marcava desde a segunda rodada do Campeonato Paulista, ainda em janeiro. Desde então, havia colecionado chances perdidas em diferentes oportunidades. Ontem, ele desencantou ao anotar o segundo do Timão.

Em campo, o Corinthians resolveu liquidar o jogo nos primeiros 20 minutos. Com o gramado em ótimo estado de conservação e espaços deixados pela defesa do Nacional, os jogadores corintianos imprimiram um bom toque de bola e chegaram com facilidade ao ataque.

O resultado disso apareceu logo aos 6’. Em uma cobrança de falta pela direita, Jadson levantou no meio da área e a bola chegou limpa para a cabeça do zagueiro Cleber, que a colocou no canto direito do goleiro Jairo. Aos 21’, foi a vez do volante Bruno Henrique roubar a bola na intermediária e, da entrada da área, chutar forte para o gol. Jairo espalmou para a frente e Guerrero, de bico, anotou o segundo.

Segundo tempo

Para o segundo tempo, com o objetivo de se poupar por causa da longa viagem para Manaus, o Corinthians voltou mais acomodado e administrou com tranquilidade o resultado. E foi beneficiado por uma falha grotesca do goleiro Jairo que, aos 17’, não segurou um chute rasteiro de Romarinho e levou um frango.

Depois disso, o time alvinegro não criou mais nada no ataque e ainda sofreu um pouco na defesa, que não é vazada há seis jogos.

O time agora volta para São Paulo e no sábado viaja para Santa Catarina, onde enfrentará o Chapecoense, domingo, pelo Brasileiro. (Da Agência Estado)

NACIONAL

Jairo; Amaral, Índio, Rodrigão e Jeferson Recife; Denis, Negretti e Eder (Carlinhos Bala); Chapinha (Luciano), Léo Paraíba e Fabiano. Técnico: Sinomar Naves.

A FRASE

“O importante foi que a bola entrou. Foi

meu primeiro gol na

Copa do Brasil.”