Publicado 03 de Maio de 2014 - 18h55

Por Alenita Ramirez

Vítima foi atacada depois de parar em um semáforo na Avenida John Boyd Dunlop, na altura do Parque Valença, por volta das 20h30

Captura de imagem/ Google Maps

Vítima foi atacada depois de parar em um semáforo na Avenida John Boyd Dunlop, na altura do Parque Valença, por volta das 20h30

Um administrador de empresas de 33 anos viveu três horas de horror nas mãos de três bandidos, supostamente menores, na noite de sábado (3), em Campinas. A vítima seguia para um fast food no Jardim Londres e foi atacada depois de parar em um semáforo na Avenida John Boyd Dunlop, na altura do Parque Valença, por volta das 20h30.

Um dos criminosos estava armado de revólver. A vítima estava em um Civic com câmbio automático e foi obrigada a ensinar um dos ladrões a dirigir o veículo.

O administrador foi colocado de joelhos na parte traseira do carro e obrigado a ficar de cabeça abaixada.

"Os bandidos o levaram para um banco, mas estavam nervosos e erraram a senha. A conta foi bloqueada e não conseguiram sacar", contou uma parente que não quis ser identificada.

O administrador foi espancado e ameaçado de morte. Durante a ação, o trio se comunicava com outros comparsas com o celular de um deles. Mesmo bloqueado a senha na primeira tentativa, os bandidos seguiram para outras agências e tentaram novos saques sem sucesso.

O administrador foi deixado em uma estrada de terra do bairro Santa Rosa, onde caminhou até chegar a uma empresa e pedir socorro. Ninguém foi preso. Os bandidos fugiram com o carro, óculos, anel, relógio e celular. Os cartões bancários foram devolvidos.

Escrito por:

Alenita Ramirez