Publicado 03 de Maio de 2014 - 5h00

Por Milene Moreto

Milene Moreto - ig

AAN

Milene Moreto - ig

O secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, afirmou não temer a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os contratos dos trens de São Paulo. O secretário disse ontem, durante vistoria das obras do Corredor Metropolitano Biléo Soares, em Americana, que o Estado faz uma avaliação do possível envolvimento de membros do governo com o cartel e prometeu punir caso haja responsáveis.

Críticas

Jurandir criticou duramente as empresas envolvidas no esquema. “Recebo com mutia tranquilidade a (possibilidade da CPI dos Trens). Nós estamos dizendo com todas as letras que a formação de cartel é uma excrescência da economia. Se for o caso, é para eliminar essas empresas do Brasil”, disparou. Jurandir também deu a entender que a máfia não agiu somente em São Paulo e teria atuado em outras localidades.

Os anúncios

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) esteve ontem em Campinas para anunciar uma série de obras nas rodovias da região. Ao chegar, o tucano tinha em mãos um “boletim estratégico” com detalhes dos investimentos que ele anunciaria. O governador chegou a fazer alguns rabiscos antes de iniciar seu discurso. Tudo devidamente organizado para que nada fugisse do script. E para que não fosse surpreendido pela imprensa. Terra, céu e mar

Alckmin disse, durante evento na Rodovia Dom Pedro I, que o governo do Estado tem investido em obras por terra, céu e mar. “Por terra, com todas essas obras rodoviárias, por ar, com as obras de Viracopos e Amarais, e os acessos aos aeroportos e por mar, com a duplicação da Rodovia dos Tamoios, para se chegar ao Porto de São Sebastião”,afirmou.

Papagaios

Como sempre, os políticos participaram dos anúncios de Alckmim. Alguns ganham cada vez mais experiência na função de papagaio de pirata e já sabem até qual o grau de inclinação da cabeça para poder aparecer na foto ao lado do governador.

Jonas e ‘Joninhas’

De tanto seguir o prefeito Jonas Donizette (PSB) em tudo que é evento, o sobrinho do peessebista, o vereador Luiz Lauro Filho (PSB), já ganhou até o apelido de ‘Joninhas’. Ele esteve ontem no evento do governador. Na prática, ele repete todas as ações do tio. Jonas pegou o capacete, ele também. O prefeito foi até a retroescavadeira e o sobrinho também. Luiz Lauro é o principal nome do PSB em Campinas para a eleição de outubro. Ele quer ser deputado federal. Tal tio, tal sobrinho.

Aos montes

Os políticos de Campinas não perderam tempo e decidiram ir em bando para a festa do Dia do Trabalho, no Campo Grande. O evento reuniu 50 mil pessoas e fez brilhar os olhos de quem precisa de votos em outubro. Foram muitos abraços e apertos de mão.

COLABORARAM BRUNO BACCHETTI E FELIPE TONON/AAN

Junto e misturado

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, o senador Aécio Neves, fez questão de elogiar ontem, durante um fórum empresarial, o também pré-candidato ao mesmo posto, Eduardo Campos (PSB). Aécio afirmou que não consegue ver Campos, Marina e ele em lados distintos no que chamou de “projeto para o País”. Só que o tucano colocou prazo para esta junção. Disse que não consegue imaginar caminhos separados, mas em 2015. Campos e Aécio têm sido vistos juntos com frequência.

Escrito por:

Milene Moreto