Publicado 01 de Maio de 2014 - 11h10

Por Thaís Nucci

Geralmente, as outras faturas chegavam com valor de R$ 14 ou R$ 15

Divulgação

Geralmente, as outras faturas chegavam com valor de R$ 14 ou R$ 15

O motorista Marcos Gambeloni, de 48 anos, levou um susto ao receber a conta de água do mês de abril na casa dele, no bairro Antônio Zanaga, em Americana. O valor cobrado foide R$ 17.250,99 — só que a família costumava até então pagar menos de R$ 20 nos meses anteriores.

 

“Certeza de que tinha um erro. Geralmente, as faturas chegavam com valor de R$ 14 ou R$ 15, de repente veio esse preço exorbitante”, comentou.

Segundo Gambeloni, quatro pessoas moram no imóvel, a maioria não fica em casa, e não havia como vir uma conta tão alta.

 

A fatura de mais de R$ 17 mil foi recebida há 15 dias. O motorista fez queixa pessoalmente em uma base do Departamento de Água e Esgoto (DAE), mas na hora não foi feito um novo cálculo com base na média que pagava.

Segundo Gambeloni, outros moradores do mesmo bairro chegaram a comentar sobre a alta na conta de água.

 

Segundo o DAE, houve um “erro no sistema” e, por isso, a conta de água chegou com o valor tão alto.

 

A empresa confirmou que não houve vazamento no imóvel e que a tarifa já foi recalculada.

 

Em casos como esse, o DAE orienta o consumidor a procurar a empresa para que seja feita revisão.

 

 

 

Veja também

Escrito por:

Thaís Nucci