Publicado 01 de Maio de 2014 - 13h55

Por France Press

Soldado ucraniano faz guarda em frente ao parlamento, em Kiev

France Press

Soldado ucraniano faz guarda em frente ao parlamento, em Kiev

O Fundo Monetário Internacional declarou nesta quinta-feira que revisará o plano de ajuda concedido à Ucrânia se o país perder o leste de seu território, envolvido em uma insurreição pró-russa.

 

"Se o governo central perder o controle efetivo do leste (do país), o programa deverá ser revisado", indicou o FMI em um relatório, no qual detalha seu programa de ajuda financeira à Ucrânia no valor de 17 bilhões de dólares, acordado na quarta-feira.

A Ucrânia, que já perdeu em março a região da Crimeia para a Rússia, mobilizou suas tropas ante os movimentos separatistas no leste do país, entre outros locais em Donetsk, o pulmão industrial do país.

"O conflito (na região) pode enfraquecer as receitas orçamentárias e afetar seriamente as perspectivas de investimentos", redigiu o Fundo, antes de acrescentar que a situação econômica e orçamentária do país pode se agravar muito mais que o previsto.

Segundo o FMI, as províncias do leste (Donetsk, Lugansk, Kharkiv) representam mais de 21% do país e 30% de sua produção industrial.

Em caso de um aumento de tensão na região, o FMI considera que será necessário um aumento da ajuda financeira à Ucrânia e que podem ser consideradas medidas corretivas ao programa de reformas exigido, segundo o documento.

Condicionados a medidas econômicas drásticas, os 17 bilhões de dólares em empréstimos prometidos em dois anos pelo FMI à Ucrânia fazem parte de um plano de ajuda global de 27 bilhões de dólares concedidos pela comunidade internacional.

 

Veja também

Escrito por:

France Press