Publicado 01 de Maio de 2014 - 12h27

Por France Press

Pais de adolescentes sequestradas na Nigéria durante protesto

France Press

Pais de adolescentes sequestradas na Nigéria durante protesto

Centenas de pais se reuniram nesta quinta-feira para participar de um protesto em Chibok, a cidade do nordeste da Nigéria onde dezenas de adolescentes foram sequestradas há mais de duas semanas por islamitas do grupo Boko Haram. "Nós, pais, estamos reunidos diante da casa do chefe local do distrito de Garu, em Chibok, para apresentar nosso caso aos governos do estado de Borno e ao governo federal", declarou um dos manifestantes, Enoch Mark, cuja filha e duas sobrinhas estão entre as adolescentes sequestradas.

"Queremos que as Nações Unidas nos ajudem a salvar nossas filhas. Com esta marcha, queremos dizer ao mundo inteiro que precisamos de sua ajuda para obter a libertação de nossas filhas", acrescentou à AFP.

Esta iniciativa ocorre um dia após de outro protesto de várias centenas de mulheres diante do Parlamento de Abuja, a capital federal.

O grupo "Mulheres pela Paz e pela Justiça" convocou a "marcha de protesto de um milhão de mulheres" contra a incapacidade das autoridades de encontrar a pista das estudantes, de 12 a 17 anos, sequestradas no dia 14 de abril na escola de Chibok.

Hadiza Bala Usman, a organizadora do protesto, prometeu que a mobilização seguirá até que as adolescentes sejam libertadas.

Protestos similares foram realizados na quarta-feira nos estados de Kano e Oyo, no norte e no oeste da Nigéria.

Segundo as autoridades do estado de Borno, 129 estudantes foram sequestradas. Do total, 52 conseguiram escapar e 77 seguem capturadas.

No entanto, os moradores de Chibok, entre eles a diretora do instituto, afirmam que 230 meninas foram sequestradas e que 187 seguem prisioneiras.

Escrito por:

France Press