Publicado 29 de Abril de 2014 - 22h30

Por José Ricardo Ferreira

O volante Rodolfo e o meia Bruno renovaram com o XV: eficientes

Gazeta de Piracicaba/Arquivo

O volante Rodolfo e o meia Bruno renovaram com o XV: eficientes

O XV de Piracicaba está negociando a permanência de cinco atletas: Adriano, Rodrigo, Vinicius Bovi, Paulo Henrique e Fabiano. A expectativa da diretoria é que haja êxito nas negociações, já que a intertemporada começa na próxima segunda-feira (5). São jogadores que têm experiência e serão úteis na Copa Paulista, que começa no dia 20 de julho.

Já estão confirmados no elenco os também remanescentes do Paulistão 2014: Mateus, Bruno, Felipe Chagas, Juliano, Rodolfo, Clayton, Glauber, Cunha e Everton. A tendência é que o elenco tenha 26 jogadores para o segundo semestre, reunindo, assim, remanescentes do estadual, reforços e talentos do sub-20.

A preocupação revelada recentemente pelo diretor de futebol, Renato Bonfiglio, é com o ataque. Os atletas que estão no elenco, em sua maioria, são dos setores do meio e defesa. Diretoria e empresários têm negociado, nas últimas semanas, a vinda de atletas cujos salários são bancados por terceiros, não pelo clube.

“Sabemos que contratar atacante que seja goleador é caro. Mas um ‘barato’ pode dar resultado”, diz Bonfiglio. Na segunda-feira (28), o presidente do XV, Celso Christofoletti, sinalizou à Gazeta que dois meias e dois atacantes estão próximos de assinar com o clube. Desde que o salário seja pago por seus empresários. Na Copa Paulista, os clubes perdem receita, já que é um torneio com apelo publicitário pequeno e pouca torcida.

TÉCNICO

O XV deve anunciar ainda essa semana Cléber Gaúcho como técnico do time principal na Copa Paulista. “A princípio, o Gaúcho vai comandar o time. Na próxima segunda-feira (5), deve ser anunciado”, declarou o dirigente.

JOGADORES

Renovar com o clube não significa que o atleta ficará no Barão da Serra Negra. Por exemplo, o volante Rodolfo e o XV renovaram até o dia 31 de dezembro de 2015. O jogador, porém, ainda pode ser envolvido em uma negociação de empréstimo e atuar por outra equipe no segundo semestre deste ano.

No caso de Glauber, também volante, é provável que ele fique no Nhô Quim, já que não atuou no Paulistão devido a uma séria lesão no joelho. Aos 32 anos, ele pensou em parar de jogar futebol. A lesão no joelho aconteceu quando estava emprestado ao Treze da Paraíba, em agosto de 2013. “Foi um choque muito forte com o adversário. Após os exames, achei que não seria possível voltar a jogar futebol”, relembra Glauber, no site do clube.

A Copa Paulista será encarada por ele como uma Copa do Mundo. Com contrato até o fim do ano, a meta é voltar a apresentar um bom futebol e atuar na elite do Paulistão de 2015. “Esse é meu foco. É isso que eu quero e vou buscar”.

Escrito por:

José Ricardo Ferreira