Publicado 29 de Abril de 2014 - 15h35

Por Agência Estado

Valdivia fez sua primeira atividade ao lado dos companheiros

Cedoc/RAC

Valdivia fez sua primeira atividade ao lado dos companheiros

O Palmeiras tenta, aos poucos, assimilar a saída de Alan Kardec e retomar a confiança para tentar a reabilitação após perder para o Fluminense em casa no último sábado. Nesta terça-feira (29), o meia Valdivia afirmou que o time conseguirá esquecer o episódio. O chileno, porém, voltou a afirmar que a equipe precisa de um jogador do mesmo nível no elenco.

"Infelizmente ele saiu. Perdemos um grande jogador. Mas todos aqui têm personalidade suficiente para virar a página", disse Valdivia durante evento em São Paulo. De acordo com o meia, a saída de Kardec não foi a causa da apatia do time diante do Fluminense, no sábado.

Para ele, o técnico Gilson Kleina será importante na sequência da equipe na temporada. Mas admitiu que a situação vivida pelo treinador é difícil. "Ele perde um jogador importante. E se o time faz três jogos ruins, pode cair. Para ter um trabalho tranquilo, é preciso jogadores para conseguir desempenhar o melhor esquema tático", ressaltou.

Alan Kardec vai reforçar o São Paulo depois da Copa do Mundo. A contratação ocorreu após uma conturbada negociação. Na segunda-feira o presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, fez acusações ao mandatário do rival, Carlos Miguel Aidar. O dirigente palmeirense também reconheceu que errou durante a negociação com Kardec.

Escrito por:

Agência Estado