Publicado 30 de Abril de 2014 - 7h51

Por Adriana Leite

Número de declarações do IR se refere ao total acumulado até às 16h

Cedoc/RAC

Número de declarações do IR se refere ao total acumulado até às 16h

Pelo menos 15% dos contribuintes da região de Campinas ainda precisam acertar as contas com o Leão. E precisam fazer isso nesta quarta-feira (30)e, prazo final para encaminhar a declaração de ajuste do imposto de renda pessoa física (IRPF) ao Fisco.

De acordo com dados da Delegacia Regional da Receita Federal, entre ontem e hoje mais de 124 mil declarações ainda seriam enviadas pelos contribuintes. O limite para a transmissão da declaração é às 23h59m59s.

Enviar após esse horário - ou seja, da 0h em diante - é possível, mas vai significar o pagamento de uma multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

Por isso, os especialistas recomendam que o contribuinte encaminhe o documento mesmo se não estiver com todos as informações em mãos - a pessoa pode remeter, depois, uma declaração retificadora incluindo os dados que faltaram. O importante é não perder o prazo e evitar as multas.

Outro conselho importante é ser fiel às informações que estão nos recibos e também nos informes de rendimentos. A Delegacia Regional da Receita Federal espera recepcionar neste ano 520 mil declarações de contribuintes locais.

A região é formada pelas cidades de Campinas, Indaiatuba, Hortolândia, Jaguariuna, Paulinia, Sumaré, Valinhos e Vinhedo. Até a última segunda-feira, o total de documentos remetidos para o Fisco era de 395.886 declarações, que representavam 76% da expectativa de entrega para este ano. Em 2013, o Leão recebeu 500.609 declarações na região.

O professor de Economia da IBE-FGV, Paulo Ferreira, afirmou que o mais importante neste momento é o contribuintes entregar a declaração dentro do prazo legal.

“Se o contribuinte só conseguir o recibo do dentista no próximo mês, por exemplo, é melhor que ele encaminhe a declaração e depois envie uma retificadora incluindo o documento”, disse.

Ele comentou que os contribuintes devem atentar para as deduções legais. “Cursos preparatórios para a participação em concursos, por exemplo, não podem ser deduzidos do imposto”, comentou.

Ele aconselhou que quem deixou a entrega da declaração para a última hora a enviar o documento logo pela manhã. “Deixar para o final da tarde e começo da noite é sempre mais arriscado. Pode haver problemas para acessar o site da Receita e a própria internet por causa do número muito grande de acessos”, comentou.

Ele aproveito para recomendar que, para o IR do próximo ano, os contribuintes devem começar a guardar desde já os documentos necessários.

“Organizar os documentos com antecedência é o melhor caminho para garantir uma entrega sem riscos de erros que possam levar à malha fina”, concluiu.

Leão oferece canais para tirar dúvidas

O contribuinte que ainda não entregou o documento por causa de alguma dúvida pode usar o Receitafone (146), que funciona 24 horas por dia. Das 8h às 20h, é possível falar com atendentes que auxiliam a buscar informações no site da Receita. Também é possível enviar perguntas pela internet mas, de acordo com o órgão, não é possível garantir que as questões enviadas entre hoje e amanhã serão respondidas em tempo hábil. Ainda no site da Receita, há um link chamado “Perguntão”, que reúne questões gerais sobre o preenchimento e a entrega da declaração.

 

Com Agências

Escrito por:

Adriana Leite