Publicado 29 de Abril de 2014 - 5h30

Certa vez um petista juramentado, comentando meu artigo, disse que prefiro gravata de borracha, porque o látex, em sua função indumentária, protege todos os quatrocentões de tropeços que seriam inevitáveis quando pisam em suas gravatas. Todavia, quem anda tropeçando neste País é o PT. Não em gravatas, mas sim em suas bravatas. Chegou ao poder mentindo para o povo brasileiro e logo no primeiro ano de desgoverno já mostrou sua verdadeira cara. Uma cara de Waldomiros e de Sombras, que nos conta de forma muito mais real como foi que conquistaram o poder.

Agora mandando, os petistas estão a bravatear e de forma arrogante pensam que podem sair pelo País ameaçando quem ousa criticar seu comportamento. Jamais respondem as críticas, porque lhes faltam argumentos, preferindo, invariavelmente, desqualificar a pessoa do crítico. É a forma que encontraram para amortecer o impacto das críticas que recebem.

Disse-me um petista que me sinto agredido por ter de engolir no comando do País um partido que fez a opção pelos excluídos. Não é isso que me agride. O que realmente me agride são as lambanças de toda sorte que estão acontecendo há onze anos.

A cúpula do PT está reunida na Papuda e alguns deputados estão preocupados com o tratamento que estão recebendo. Deveriam sair pelo País visitando nossos presídios para conhecer a realidade.

O mais novo escândalo envolvendo a maior empresa brasileira vai ser objeto de uma CPI e espero que apurem a responsabilidade de todos os envolvidos, desde a presidente Dilma até as verdadeiras ligações de Alexandre Padilha, que quer ser governador de São Paulo, e Cândido Vaccarezza com o doleiro Youssef revelado pela Polícia Federal na semana passada.

A “cara de pau” é tão grande que esse povo todo vai para a televisão vender a ideia de que a Petrobras está sendo um sucesso administrativo, quando na verdade estão quebrando a empresa.

Mentem que a produção de petróleo está crescendo enquanto todos sabem que nos dois últimos anos houve uma queda de 6,6%.

Sequer mencionam o crescimento da dívida da empresa e que nenhuma gota a mais de petróleo foi produzida.

O Conar se faz de morto e não tira essa ridícula propaganda enganosa do ar. Na realidade essa propaganda nos agride, nos chama de imbecis.

Certa ocasião, dona Marisa, mulher do então presidente Lula, mandou plantar nos jardins da residência oficial da presidência uma estrela vermelha em homenagem ao PT e essa estrela nunca esteve tão vermelha. Vermelha de vergonha com o que estão fazendo com o povo brasileiro.