Publicado 29 de Abril de 2014 - 9h18

O Bayern de Ribery (esq.)se manterá fiel ao estilo de ficar o máximo possível com a bola e Cristiano Ronaldo (dir.), que não participou de todo o jogo em Madri, está 100% recuperado

Christof Stache/France Press

O Bayern de Ribery (esq.)se manterá fiel ao estilo de ficar o máximo possível com a bola e Cristiano Ronaldo (dir.), que não participou de todo o jogo em Madri, está 100% recuperado

O primeiro finalista da Liga dos Campeões da Europa será definido nesta terça-feira (29)  na Alemanha entre Bayern de Munique e Real Madrid. Com a vantagem de ter ganho em casa por 1 a 0, o time espanhol avançará com um empate para disputar o título depois de 12 anos — e após cair nas semifinais nas três temporadas anteriores. A equipe dirigida por Pep Guardiola tem de vencer por dois gols de diferença (1 a 0 levará a partida para a prorrogação) para chegar à decisão pelo terceiro ano seguido — e quarta vez nas últimas cinco edições.  O jogo será transmitido pela Globo, Band e ESPN Brasil a partir das 15h45.

O desafio do Bayern de Munique será evitar que o Real Madrid use com frequência o contragolpe, sua arma mais letal. No jogo de ida, mesmo tendo ficado muito com a bola (65% no total e 78% no 1 tempo), o time alemão teve poucas chances para marcar. "Tentaremos perder menos a bola e estar mais protegidos na defesa quando eles saírem em velocidade. E precisaremos ser mais agressivos no ataque", disse o técnico Pep Guardiola.

O treinador do Bayern disse que seu time se manterá fiel ao estilo de ficar com a bola o máximo de tempo possível, embora essa forma de jogar venha sendo constantemente criticada por ninguém menos do que Franz Beckenbauer, o maior ídolo da história do clube. "Peço para os meus jogadores fazerem o futebol em que acredito. Quero ter a bola para criar chances de gol. Além disso, quem virou jogador de futebol fez isso por gostar de estar em contato com a bola."

Deverá haver novidades em relação à formação que começou jogando em Madri. Lahm, que atuou no meio de campo, voltará à lateral direita — Rafinha ficará no banco. No meio, Schweinsteiger e Javi Martínez serão os volantes e Thomas Müller e Götze disputam uma vaga. Robben, Mandzukic e Ribéry formarão o ataque.

No Real Madrid, o técnico Carlo Ancelotti terá um reforço importante. Recuperado de uma gripe, Bale será titular no ataque ao lado de Benzema e Cristiano Ronaldo — participou apenas dos 20 minutos finais da primeira partida e em lugar do português, que voltava de uma inatividade de três semanas. Com seus velocistas, o time ganha ainda mais força para ferir o Bayern de Munique nos contra-ataques — se fizer um gol obrigará os donos da casa a marcarem três.

A única vez em que o Real não fez gol foi na rodada de volta das quartas de final contra o Borussia Dortmund — perdeu por 2 a 0 e por pouco não foi eliminado, já que havia ganho por 3 a 0 em casa. "Aquele jogo serviu de lição. Meu time faz muitos gols e tentaremos fazer contra o Bayern para ficarmos mais perto da final", afirmou Carlo Ancelotti.

O outro finalista sairá do confronto de quarta-feira entre Chelsea e Atlético de Madrid, em Londres. O jogo de ida terminou sem gols. 

AS FRASES

“O time do Real Madrid tem o contra-ataque mais forte do mundo.”

33

Marcou o real Madrid em 11 partidas na atual Liga dos Campeões. É o melhor ataque

BAYERN DE MUNIQUE

Neuer; Lahm, Boateng, Dante e Alaba; Javi Martínez, Schweinsteiger, Müller e Robben; Ribery e Mandzukic. Técnico: Josep Guardiola (ESP).