Publicado 30 de Abril de 2014 - 16h53

Sorocaba já enfrentou problemas com a coleta de lixo em dezembro passado quando a Prefeitura rescindiu contrato com a empresa que prestava o serviço

Cedoc/RAC

Sorocaba já enfrentou problemas com a coleta de lixo em dezembro passado quando a Prefeitura rescindiu contrato com a empresa que prestava o serviço

O sindicato que representa os motoristas da coleta de lixo em Sorocaba anunciou, nesta quarta-feira (30), que os trabalhadores da categoria na cidade vão entrar em greve a partir deste sábado (3). Eles tomaram a decisão em uma assembleia realizada nesta quarta-feira na garagem do Consórcio Sorocaba Ambiental, responsável pela coleta de lixo na cidade em caráter emergencial desde novembro.

A decisão foi tomada porque os empresários do setor se recusaram a negociar uma pauta de reivindicações durante uma mesa redonda convocada pelo Ministério do Trabalho no dia 22 de abril. A data-base da categoria é 1º de maio e eles querem reajuste equivalente à inflação (segundo o IGP-M/FGV), 6% de aumento real, reajuste no tíquete-refeição, aumento na participação nos lucros e resultados para um salário de motorista e redução da jornada.

 

Coletores

 

Os coletores de lixo também estão em estado de greve pelo mesmo motivo, mas não tinham marcado a paralisação. Agora, entre motoristas e funções de manutenção, que pertencem ao sindicato dos motoristas, e coletores, são 325 trabalhadores que deverão parar.

 

Nem o Consórcio Sorocaba Ambiental nem a Prefeitura se manifestaram a respeito da programação da greve. Ainda não se sabe se haverá esquemas alternativos. Mas a administração trabalha com essa hipótese para não deixar a cidade sem a coleta.