Publicado 29 de Abril de 2014 - 15h24

Por Da redação

Novos CDPs vão criar 10 mil vagas no Estado, segundo o governo

Divulgação

Novos CDPs vão criar 10 mil vagas no Estado, segundo o governo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou nesta terça-feira (29) a construção de 12 Centros de Detenção Provisória em seis regiões administrativas do Estado. Os novos CDPs vão gerar mais de 10 mil vagas e fazem parte do Plano de Expansão de Unidades Prisionais.

Amanhã já teremos os editais para a construção dos Centros de Detenção Provisória de Aguaí e Santa Cruz da Conceição. No dia 1º, de Registro e Álvaro de Carvalho. São 12 unidades prisionais, com quase 10 mil vagas e um investimento de R$ 641 milhões”, afirmou Alckmin.

Dentro do Plano de Expansão, já foram inauguradas 14 novas prisões e outras 11 já estão em construção. Ao final do Plano, serão 49 novos presídios, ampliando o número de vagas em mais de 42 mil. As novas unidades são construídas de maneira completa, incluindo cozinha, lavanderia, setor de padaria e salas de aula.

Para os 12 novos CDPs a previsão é que sejam investidos, no total, mais de meio bilhão de reais. Desse total, cerca de R$ 400 milhões são recursos provenientes do Governo do Estado e R$ 200 milhões do Governo Federal.

Os Centros de Detenção Provisória são destinados a presos que aguardam julgamento. As cidades que receberão os 12 CDPs são: Aguaí, Álvaro de Carvalho, Caiuá, Gália, Lavínia, Nova Independência, Pacaembu, Paulo de Faria, Registro, Santa Cruz da Conceição. As cidades de Gália e Pacaembu receberão duas unidades cada.

Os editais para os novos CDPs serão publicados a partir desta quarta-feira, dia 30. A previsão é, caso não sejam interpostos recursos, os resultados das licitações comecem a ser homologados em julho, com as construções começando ainda em agosto deste ano.

Escrito por:

Da redação