Publicado 28 de Abril de 2014 - 18h35

Por Da Agência Anhanguera de Notícias

Prefeitura reúne força-tarefa para combater criadouros do mosquito Aedes aegypti

Edu Fortes/AAN

Prefeitura reúne força-tarefa para combater criadouros do mosquito Aedes aegypti

A Secretaria de Saúde de Campinas anunciou que o número de casos que são considerados como dengue em Campinas desde o dia 1º de janeiro até esta segunda-feira (28 de abril) é de 17.136. Como os exames de sorologia não são mais realizados, a secretaria notifica como dengue casos em que as pessoas apresentam os sintomas da doença. “Trata-se de uma medida preventiva para agilizar o tratamento e o cuidado com as pessoas”, disse o secretário de Saúde, Carmino Antônio de Souza.

No final de março, o número de casos acumulados desde janeiro era de 8.236. Subiu para 14.002 (70%) na divulgação feita no dia 17 de abril e chega a 17.136 (mais 23%) hoje. Os dados apontam para uma diminuição no ritmo de aumento dos casos notificados. É necessário esclarecer também que o número de casos registrados é o acumulado desde janeiro. “Não há 17 mil pessoas com dengue hoje em Campinas. Muitas dessas pessoas já foram tratadas e estão recuperadas”, afirmou Carmino.

Por região, os números são os seguintes:

Leste: 1.800 (10,5%)

Noroeste: 4.269 (25%)

Norte: 4.505 (26%)

Sudoeste: 3.552 (21%)

Sul: 3.010 (17,5%)

Por mês:

Janeiro: 234

Fevereiro: 1.427

Março: 6.575

Abril: 8.900 (até hoje, 28/04)

Entre moradores de Campinas, quatro casos de morte seguem em investigação. Dois casos foram descartados e uma morte foi registrada (a mesma já divulgada anteriormente).

Sobre as ações que tem realizado no enfrentamento à dengue, a Prefeitura de Campinas afirma que já visitou, desde o ano passado, 120 mil imóveis para retirar criadouros do mosquito da dengue e para ações de educação, informação e mobilização social. 

 

Veja também

Escrito por:

Da Agência Anhanguera de Notícias