Publicado 29 de Abril de 2014 - 12h09

Por Thaís Nucci

Consumo dos peixes mortos podem ser prejudicial à saúde

Divulgação

Consumo dos peixes mortos podem ser prejudicial à saúde

Peixes encontrados mortos em um trecho de cerca de oito quilômetros do Rio Mogi Guaçu, em Mogi Guaçu, foram vendidos por moradores. A mortandade ocorreu na manhã de segunda-feira (28), e os animais que foram encontrados boiando, vendidos no mesmo dia.

“Sabemos que houve falta de oxigenação, porém é possível que tenha ocorrido contaminação com metais pesados e isso pode ser prejudicial à saúde”, informou o fiscal ambiental sanitário do município, Cleofas Viana.

 Segundo Viana, a Prefeitura pediu ontem à hidrelétrica AES Tietê para que as comportas abrissem de 17m³/seg para 21m³/seg, a fim de aumentar a oxigenação e também para eliminar o odor de peixe morto.

Há várias casas às margens do rio.

Resultado da Cetesb com o motivo da mortandade deve sair entre 20 e

30 dias.

 

Escrito por:

Thaís Nucci