Publicado 30 de Abril de 2014 - 21h47

Por France Press

O diretor da agência de Inteligência militar americana (DIA), general Michael Flynn, entregará seu cargo, informou o Pentágono nesta quarta-feira (30), segundo The Washington Post.

O general Flynn e seu adjunto, David Shedd, "anunciaram formalmente hoje seu objetivo de sair este ano", revela o comunicado do Pentágono, acrescentando que a decisão "era prevista há algum tempo".

Sua saída deve ser efetivada "no início do outono" boreal, comunicou a DIA à AFP.

Segundo The Washington Post, os dois funcionários foram pressionados a sair após "semear o caos" dentro da agência com sua gestão.

O general Flynn entrou em conflito com o subsecretário de Defesa para a Inteligência, Michael Vickers.

Após uma década de guerras no Iraque e Afeganistão, a DIA busca se concentrar na missão de obter informações de caráter militar e expandir sua rede no estrangeiro.

De acordo com o Washington Post, o cargo de diretor da DIA pode ser entregue a general Mary Legere, a primeira mulher a ocupar a posição.

Escrito por:

France Press