Publicado 30 de Abril de 2014 - 19h58

Por France Press

Uma adolescente de 17 anos foi morta por outras jovens na Argentina, em uma onda de bullying que tem comovido a sociedade e provocado diversas vítimas.

A jovem Naira Cofreces foi morta a socos e pontapés na sexta-feira passada, ao sair de uma escola noturna de Junin, cidade rural 260 km a noroeste de Buenos Aires. Entre as agressoras estavam três irmãs, incluindo uma colega da vítima.

O promotor de Junín acusou duas das três irmãs envolvidas na agressão - de 22 e 16 anos - por homicídio qualificado.

Em outro caso grave de bullying, Kiara, de apenas 8 anos, foi internada nesta quarta-feira com traumatismo craniano na cidade de Berazategui, periferia sul de Buenos Aires, após ser violentamente agredida por outros alunos de sua escola durante o recreio.

Kiara não corre risco de morte, informou o hospital Evita Pueblo.

"Quero saber quais foram os agressores", disse seu pai, identificado apenas por Juan, ao canal Crônica TV.

Outro caso de violência entre menores ocorreu na cidade de Paraná, a 500 km a noroeste de Buenos Aires, onde dois estudantes de 13 anos lutaram nesta quarta-feira em um parque próximo à escola, com a briga sendo gravada em vídeo e exibida no site comunitário Uno.

Na Argentina, seis a cada dez estudantes admitem ter sido vítimas de agressões físicas ou verbais de um colega, segundo um estudo da Universidade Católica Argentina (UCA).

Escrito por:

France Press