Publicado 29 de Abril de 2014 - 14h40

Por France Press

Um funcionário da FeDex abriu fogo e feriu seis pessoas em uma agência da empresa perto de Atlanta (Geórgia, EUA) e depois aparentemente cometeu suicídio, informaram nesta terça-feira autoridades locais.

"O suspeito do caso faleceu, aparentemente por um ferimento de bala autoinfligido", afirma a polícia do condado de Cobb em um comunicado.

A polícia foi alertada pouco antes das 6h sobre um tiroteio em um prédio da empresa de entregas em Kennesaw, 40 km ao noroeste de Atlanta.

"Até onde sabemos, ele trabalhava nesta agência", segundo o sargento da polícia Dana Pierce à CNN.

Às 7h o hospital de WellStar Kennestone recebeu seis pacientes, todos eles com "múltiplas feridas de bala", declarou durante uma coletiva de imprensa o médico responsável Michael Nitzken.

Três pessoas, um homem de 22 anos, outro de 28 e uma mulher de 52 anos estão em estado crítico e dois outros foram submetidos à cirurgia, indicou Nitzken, acrescentando que um homem de 38 anos se encontra em estado estável e as duas vítimas restantes, uma mulher de 42 anos e um jovem de 19, já receberam alta. Testemunhas disseram que o agressor era um jovem.

"Olhei à minha esquerda e o vi. Tinha um rifle. Tinha balas em uma corrente, parecia o Rambo. Parecia que estava indo para a guerra", declarou a funcionário da FeDex Liza Aiken à TV local WSB-TV.

A FedEx informou que tomou conhecimento da situação e que a prioridade é a segurança dos funcionários e das pessoas que frequentam suas agências.

 

Veja também

Escrito por:

France Press