Publicado 29 de Abril de 2014 - 14h39

Por France Press

A direção o grupo alemão Siemens decidiu nesta terça-feira (29) fazer uma oferta à sua concorrente francesa Alstom, anunciou a companhia, sem dar mais detalhes.

"O pré-requisito para esta oferta é que a Alstom forneça à Siemens acesso aos dados corporativos e conceda permissão para se reunir com sua direção em um período de quatro semanas", indicou em um breve comunicado a Siemens, acrescentando que enviou uma carta nesse sentido à Alstom, também cobiçada pela americana General Electric.

A Siemens não pretende comentar sobre suas intenções. No dia seguinte a uma reunião dos dirigentes da Siemens com o presidente francês François Hollande em Paris, o conselho administrativo do conglomerado de Munique (sul) realizou uma reunião extraordinária para decidir sobre sua oferta formal à Alstom.

Em uma pré-proposta consultada pela AFP, mas que não foi confirmada pela Siemens, o conglomerado industrial alemão propôs à Alstom comprar suas atividades energéticas, no valor de cerca de 10 bilhões de euros, em troca de parte de suas operações ferroviárias, incluindo os comboios de alta velocidade.

Por sua vez, a General Electric, cujo diretor também foi recebido pelo presidente francês em Paris na terça-feira, não forneceu nenhum detalhe sobre suas intenções. A imprensa tem evocando uma oferta de cerca de 10 bilhões de euros pela atividade energética da Alstom.

O governo francês está fortemente envolvido no caso, alegando querer defender os interesses estratégicos da França na possível aquisição de um de seus principais grupos industriais.

Antes do comunicado da Siemens, o ministro da Economia Arnaud Montebourg disse ante a Assembleia Nacional que "uma oferta da alemã Siemens foi apresentada" e está "sendo analisada pelo conselho administrativo da Alstom".

Escrito por:

France Press