Publicado 01 de Março de 2014 - 21h09

Por Paulo Santana

Dinélson domina a bola em sua estreia como titular da equipe do Red Bull, que chegou aos 23 pontos

Divulgação

Dinélson domina a bola em sua estreia como titular da equipe do Red Bull, que chegou aos 23 pontos

O Red Bull saiu na frente logo no primeiro minuto de jogo e conseguiu segurar a pressão do Catanduvense até os 35 minutos da etapa final. Ficou um gosto amargo, mas o empate por 1 a 1, na tarde deste sábado (1), no Estádio Silvio Salles, em Catanduva, acabou se tornando um bom resultado porque o Toro Loko chegou aos 23 pontos e segue no G4 da Série A2 do Campeonato Paulista. Fabiano Eller abriu o placar e Fabinho deixou tudo igual para a equpe que está próxima da zona de rebaixamento.

Com os resultados da 11ª rodada, o São Bento assumiu a liderança depois do empate com o Rio Branco por 1 a 1. Com a mesma pontuação, o Red Bull caiu para terceiro lugar porque perde nos critérios de desempate também para o Capivariano (2º). O Marília fecha o G4 com 21 pontos ganhos.

Na próxima rodada, o time campineiro volta a jogar no Majestoso e faz o tira-teima com o Capivariano, que pode valer a primeira posição da disputa.

Com a bola rolando, o Red Bull abriu o placar logo no primeiro minuto. Na falta batida da intermediária por Allan Dias, o zagueiro Fabiano Eller apareceu de surpresa e completou de cabeça, sem chances para o goleiro Veloso. Depois disso, o time da casa tomou conta do jogo e criou as principais oportunidades de gol.

Aos 14', Rafael Magalhães recebeu na marca do pênalti, mas se atrapalhou todo no momento de finalizar e acabou colocando para fora. Aos 26', Walker caiu na área e pediu pênalti que o juiz não marcou. O lance gerou muita reclamação e o goleiro Veloso acabou recebendo cartão amarelo.

O técnico Maurício Barbieri conseguiu ajustar o esquema tático no intervalo e o Red Bull voltou melhor para a etapa final. Sem a mesma liberdade, o Catanduvense sentiu dificuldade para encontrar o caminho do gol. Assim, as jogadas se concentraram de uma intermediária a outra, sem grande perigo para os goleiros.

Na melhor chance do time campineiro, Mayaro lançou para Pottker, que dominou na entrada da área e bateu forte. O goleiro Veloso fez bela defesa aos 33' de partida. O Catanduvense não se intimidou e foi buscar o empate. Aos 35', Marcus Vinícius jogou a bola dentro da área. O pequenino Fabinho se posicionou muito bem entre os zagueiros e tocou de cabeça para marcar no ângulo de Juninho: 1 a 1.

Aos 49', o lateral Nego evitou o gol certo da vitória do Red Bull. A bola ia entrando e o lateral salvou. “O saldo final foi positivo, tivemos uma semana cansativa, com dois jogos fora de casa e conseguimos nos manter invictos e na parte de cima da tabela”, avaliou o técnico Mauríio Barbieri ao final da partida.

Escrito por:

Paulo Santana