Publicado 05 de Março de 2014 - 18h46

Por Paulo Santana

Torcida da Macaca acompanha a equipe

Cedoc/RAC

Torcida da Macaca acompanha a equipe

A ressaca de Carnaval pegou a Ponte Preta de jeito. Jogando no Estádio Nabi Abi Chedid, na noite desta quarta-feira (5), em Bragança Paulista, a Macaca foi dominada com extrema facilidade pelo Bragantino e perdeu por 2 a 0 em partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Paulista. Os gols foram marcados no primeiro tempo por André Astorga e Magno Cruz, que contou ainda com falha do goleiro Roberto.

O resultado freia a Ponte, que vinha de três vitórias seguidas. Mesmo assim, o time segue em segundo lugar no Grupo C, com 21 pontos. O São Bernardo, terceiro colocado, jogou em casa com o Rio Claro e ficou no empate por 5 a 5. Por isso, diminuiu a distância de três para dois pontos na tabela de classificação. O time campineiro, agora, joga com o Rio Claro, sábado (8), às 18h30, no Moisés Lucarelli. Já o clube do ABC recebe o Mogi Mirim, domingo (90, também às 18h30. Serão confrontos pela antepenúltima rodada da fase de classificação. O São Bernardo é concorrente direto da Macaca por uma vaga nas quartas de final.

Foi um primeiro tempo irreconhecível da Macaca. O time passou o tempo todo correndo atrás do adversário e praticamente não levou perigo. A cada lance rebatido pela defesa, a bola não passava do meio de campo. E, diante da fragilidade dos atacantes, que eram dominados pelos defensores adversários, e dos homens do meio, que pareciam sonolentos, o perigo era iminente.

Ficou evidente que o Bragantino logo faria seu gol. No primeiro lance de perigo, aos 27', André Astorga completou de cabeça a bola que veio do escanteio pela direita. Nessa, Alemão salvou.

Mas, na sequência, não teve jeito. Na batida de outro escanteio pela esquerda, Astorga subiu livre e marcou de cabeça. Roberto saiu mal na jogada e viu o Bragantino anotar 1 a 0, aos 28'.

O único lance de ataque da Macaca no primeiro tempo só veio aos 41'. Ferrugem levantou na área e Alemão concluiu de cabeça para a fácil defesa de Rafael Defendi. O segundo gol do Braga saiu de um chute despretensioso do meia Magno Cruz. O arremate foi fraquinho de fora da área e Roberto viu a bola passar entre seus dedos aos 42'.

Na volta para o segundo tempo, a Macaca continuou mal e o Bragantino não deixou de pressionar. Aos 15', Léo Jaime recebeu na área, dominou com liberdade e encheu o pé. Desta vez, Roberto fez grande defesa.

A Ponte tentou chegar ao ataque pelo meio, mas faltava qualidade no momento do chute. Aos 17', Rossi recebeu na entrada da área, limpou a jogada diante do zagueiro e bateu no canto. A bola passou raspando a trave. Aos 25', depois de escanteio, Antônio Flávio pegou a sobra e jogou para fora. Alemão também teve a sua oportunidade, aos 35', quando dominou no peito e mandou uma bomba. O goleiro fez bela defesa.

Escrito por:

Paulo Santana