Publicado 05 de Março de 2014 - 13h33

Polícia procura o jornalista Celso Mazzieri, de 45 anos, de São Paulo

Polícia procura o jornalista Celso Mazzieri, de 45 anos, de São Paulo

A Polícia Civil de Porto Feliz, na região de Sorocaba, vai pedir, nesta quarta-feira (5), a quebra de sigilo telefônico do jornalista Celso Mazzieri, funcionário de emissora de TV de São Paulo, que está desaparecido desde sábado (1º) quando foi a baile funk em Sorocaba.

 

O delegado André Bonan, responsável pelo inquérito, quer saber quais foram os passos do jornalista com base nas últimas ligações feitas e também as torres de telefonia celular acessadas pelo aparelho dele, para tentar identificar para onde o profissional foi levado.

 

As informações disponíveis até o momento são de que o jornalista foi a Porto Feliz para passar o Carnaval na casa de um amigo de 17 anos e que este amigo o convidou para ir ao baile funk. Como estava cansado, ele decidiu só levar o amigo e outras três pessoas.

 

O retorno para a casa do adolescente não aconteceu e desde então o jornalista sumiu. Mazzieri, de 45 anos, foi a Porto Feliz porque o menor é amigo da sua família e ele queria levá-lo ao litoral. Sua família tem casa em Itanhaém, onde todos passariam o final do Carnaval.

 

Dois irmãos do jornalista, Alexandre e Stela Mazzieri, disseram à polícia que Celso nunca ficava sem dar notícias. Eles levaram ao delegado a CPU do computador irmão para que seja periciada. Com base nos depoimentos, o delegado não vê ainda crime no caso.

 

Veja também