Publicado 05 de Março de 2014 - 10h15

Por Da redação

Sacerdote coloca cinzas bentas na teste de fiel, simbolizando a morte para o pecado e a conversão para nova vida

Cedoc/RAC

Sacerdote coloca cinzas bentas na teste de fiel, simbolizando a morte para o pecado e a conversão para nova vida

 Hoje é celebrado em todo o mundo a Quarta-Feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma (que por sua vez são os quarenta dias de preparação para a Páscoa).

 

Por isso, em todas as missas celebradas hoje, cinzas abençoadas são colocadas em forma de cruz na testa de cada um dos fiéis, pelo sacerdote, que diz: “Lembra-te que és pó e em pó te converterás" Gn 3, 19) ou "Arrepende-te dos teus pecados e crede no Evangelho (Mc 1, 15)".

Em Campinas, na Catedral Metropolitana, haverá duas missas hoje: uma às 12h15 e outra às 18h30 – esta última celebrada pelo arcebispo Dom Airton José dos Santos.

A ideia dessas celebrações específicas é fazer um convite à mudança de vida, mostrando que o homem depende de Deus, que o criou e que o ama.

Ao converter-se, o cristão deve mudar de vida, materializando essa mudança na forma de pensar, de sentir e de agir com orações (relação íntima com Deus), penitências (sacrifício próprio em bem do outro) e caridade (doação de algo próprio para o próximo que o necessite).

As cinzas são o símbolo da morte, ou seja, que nos quarenta dias da Quaresma morreremos para o pecado, e que seremos limpos de nossas faltas, ressuscitando de alma com Cristo, na Páscoa. 

Escrito por:

Da redação