Publicado 05 de Março de 2014 - 5h00

Por Da redação

Lei Maria da Penha é baseada na mulher (foto) que ficou paraplégica por agressões

Reprodução

Lei Maria da Penha é baseada na mulher (foto) que ficou paraplégica por agressões

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, a Secretaria de Ação Social e Desenvolvimento Humano de Americana vai promover, no dia 26 de março, das 8h às 12h, o seminário "Direitos da Mulher - Lei Maria da Penha", no plenário da Câmara Municipal.

 

Várias atividades relacionadas ao tema serão realizadas na cidade, com participações do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM), do Centro de Referência da Mulher de Americana (CRMA) e demais apoiadores.

A discussão sobre os Direitos da Mulher ajuda a conscientizar e ampliar a visão da mulheres, e também dos homens, nos relacionamentos pessoais, emocionais e profissionais, na opinião da secretária de Ação Social e Desenvolvimento Humano, Talitha De Nadai.

 

"O respeito é base de tudo em qualquer área da nossa vida, mas ainda há pessoas que, infelizmente, não têm essa consciência, e violam esses direitos. Por isso, é nosso papel tornar essa discussão cada vez mais frequente na sociedade, pois assim estaremos contribuindo para a construção de políticas públicas que irão melhorar a qualidade de vida de toda a população", disse Talitha De Nadai.

Durante todo o mês de março, serão realizadas palestras, entrevistas na mídia e participações em eventos em toda a região com o objetivo de ampliar a discussão e a conscientização sobre os Direitos da Mulher.

 

Temas como "Direitos Sexuais e Reprodutivos", "A imagem da mulher na Mídia", "Desigualdade de Direitos", "Mulher e Família" e "Lei Maria da Penha" serão apresentados por diversos profissionais.

No dia 7 de março, às 8h, a presidente do Conselho da Mulher de Americana, Antonia Vicente Gomes, vai participar do evento organizado pelo Departamento de Água e Esgoto de Americana (DAE) - Serviço Social, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Antonia vai expor às colaboradoras do DAE o objetivo e a atuação do Conselho no município como um dos "Mecanismos de Garantia de Direitos das Mulheres" e os "Avanços e retrocessos, no tocante às relações de gêneros".

Também no dia 7 de março, às 18h, será ministrada a palestra sobre "Direitos Sexuais e Reprodutivos", na Casa de Dom Bosco, no bairro Cidade Jardim. A palestra será proferida pela coordenadora do CRMA, Vera Delfaque Firmino e pela psicóloga do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), Cristina Marcondes.

No dia 20 de março, às 14 horas, na ETEC Polivalente, a escritora Rachel Moreno vai abordar o tema "A imagem da mulher na Mídia". Rachel é psicóloga, pesquisadora e autora do livro "A Beleza Impossível - Mídia, Mulher e Consumo".

No dia 26 de março, das 8 às 12 horas, será promovido o seminário "Direitos da Mulher - Lei Maria da Penha", no plenário da Câmara Municipal. Haverá apresentações de cantoras, palestra "Direitos da Mulher - Lei Maria da Penha", "Direitos da Mulher - Lei Maria da Penha", com a participação da defensora pública, doutora Ana Rita Souza Prata, e debate.

Outras ações vão acontecer também nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) dos bairros, Creas, entidades assistenciais, além de palestras e participações em eventos.

A gestora de Políticas Públicas para Mulheres, da Secretaria de Ação Social e Desenvolvimento Humano, Léa Amábile, que é conselheira da mulher e coordenadora da Câmara Temática da Agemcamp, vai apresentar, no dia 7 de março, às 19h30, na Câmara Municipal de Santa Bárbara D Oeste, as políticas públicas para mulheres da Região Metropolitana de Campinas (RAC).

No dia 21 de março, no Senac Campinas, a coordenadora vai abordar a "Desigualdade de direitos da maioria às minorias". com promoção do SOS Ação Mulher e Família.

Escrito por:

Da redação