Publicado 03 de Março de 2014 - 20h05

Apresentações fora, na avenida Carlos Reinaldo Mendes, no Alto da Boa Vista

Divulgação

Apresentações fora, na avenida Carlos Reinaldo Mendes, no Alto da Boa Vista

Quase 5 mil pessoas assistiram ao segundo e último dia de desfile das escolas de samba de Sorocaba, segundo informou a Prefeitura, que controlou a entrada no sambódromo montado na avenida Carlos Reinaldo Mendes, no Alto da Boa Vista, zona leste da cidade.

Na noite deste domingo (2), desfilaram as escolas “Carinhosa da Nova Esperança”, “Estrela da Vila”, “Unidos do Cativeiro” e “Gaviões da Fiel”. Não houve registro de ocorrências policiais pela Guarda Municipal e pela Polícia Militar nos dois dias de desfiles.

Neste domingo, chegou a ocorrer um princípio de confusão quando o público começava a chegar para ocupar as arquibancadas, mas logo foi controlado pelos guardas municipais e ninguém foi detido ou a ocorrência chegou a ser registrada oficialmente.

A Liga Sorocabana de Blocos e Escolas de Samba faz a apuração dos votos dos juízes para as oito escolas que desfilaram nos dois dias nesta quarta-feira (4), a partir das 16h, no Parque dos Espanhóis, que deve ser o local da comemoração das campeãs.

A primeira escola a desfilar neste domingo, a “Carinhosa da Nova Esperança”, que em 2015 completa 20 anos de fundação, prestou homenagem à fundadora: Maria Benedita Gonçalves, falecida em julho do ano passado, com o samba enredo "Dona Maria, Guerreira de Fé".

Com o samba enredo "Água, a estrela da vida", a escola “Estrela da Vila” levou carros luxuosos e arrebatou a plateia. A escola teve apoio de um coro de milhares de vozes cantando seu samba. A Estrela da Vila desfilou com os maiores carros alegóricos deste ano.

 

A escola “Unidos do Cativeiro” também prestou homenagem a um de seus criadores com o samba enredo: “Mestre Luizão - o sonho se tornou realidade". Entre os destaque foi o São Paulo FC, time do coração de Luizão, e a fé com uma representação de orixás.

 

A Gaviões da Fiel levou passistas na ponta da sapatilha e uma legião de zumbis de abre-alas, tudo para cantar o enredo "Halloween da fiel, o terror na passarela". Destaque para as caracterizações que a escola fez de monstros de todas as naturezas em suas alas.